Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    07/05/2019

    ARAGUAÍNA| Combate à exploração sexual infantil conta com ações em escolas e centros sociais

    As palestras e materiais explicativos trazem informações sobre as formas de identificar e denunciar casos suspeitos com crianças e adolescentes

    Muitos casos de denúncias chegam pela escola e nosso trabalho é torná-los mais conscientes”, informou a assistente social Heloísa Garcia em palestra na manhã desta terça-feira, 7, no Setor Costa Esmeralda ©Marcos Sandes
    O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Araguaína vem realizando desde o dia 6 ações educativas referentes à Campanha “Faça Bonito”. O ciclo de palestras e entrega de folders explicativos visam o combate à exploração sexual infantil na cidade. Ao todo, serão 25 locais atendidos pelas equipes: três centros de Referência em Assistência Social (CRAS), dois serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e em 20 escolas.

    “O objetivo é de proteger as vítimas de violência sexual e responsabilizar os agressores. E nosso objetivo é munir esses pais e crianças de informações que facilitem a identificação dos casos suspeitos”, explicou a coordenadora do CREAS, Elizabeth Milhomem.

    As ações acontecerão até o dia 18, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, com o encerramento da campanha na Avenida Via Lago. Em Araguaína, foram atendidos no centro 79 casos de abuso sexual em crianças e adolescentes em 2018. Desses, sete eram do sexo masculino. Em 2019, os casos já somam 19 até março.

    Informações importantes

    Nas palestras ministradas por advogada, psicóloga e conselheiros tutelares, são abordados os tipos de violência realizadas com crianças e adolescentes. “Passamos para eles o que é violência e como ela é realizada, de forma física, moral e psicológica. Muitos casos de denúncias chegam pela escola e nosso trabalho é torná-los mais conscientes”, informou a assistente social Heloísa Garcia.

    A violência física é toda ação que causa dor e a psicológica é a que causa sofrimento mental. Foi o que explicou a assistente, que ministrou a palestra na manhã desta terça-feira, 7, no SCFV do Setor Costa Esmeralda. Ainda segundo ela, as crianças e adolescentes precisam de cuidados e de explicações.

    “Não se trata criança nem adolescente com violência, isso afasta os filhos. Os pais e responsáveis tem que acreditar nas crianças, cuidar e proteger dando sempre orientações. O que uma criança sabe da vida? Nada! E todos têm o papel de proteger”, alertou a especialista, acrescentando que as denúncias podem ser feitas pelo disque 100.

    Sensibilização

    A dona de casa Sandra Gomes, mãe de uma menina de seis anos, estava na palestra no Setor Costa Esmeralda. Ela assegurou que as informações tornam os pais mais sensibilizados a prestar atenção e denunciar em caso de suspeita.

    “São muito importantes ações como essas, pois muitas famílias são alcançadas por violência no setor. E elas vão ficar atentas com o que possa acontecer e denunciar, que é o mais importante”, citou Sandra, acrescentando que irá repassar a sua filha as orientações dadas na palestra.

    Programação de palestras

    Dia 8 (quarta-feira)

    16h – CRAS 3 (Setor Lago Azul).

    Dia 9 (quinta-feira)

    16h – CRAS 2 (Araguaína Sul).

    Dia 10 (sexta-feira)

    9h - CRAS 1 (Setor Céu Azul).

    Dia 13 (segunda-feira)

    9h - Assistência Social Pentecostal de Araguaína (Setor São Miguel) e Escola Municipal Manoel Lira (Setor Nova Araguaína);
    14h – CAIC Jorge Humberto Camargo (Setor Coimbra);
    15h - Colégio Estadual Francisco Máximo (Setor Santa Terezinha).

    Dia 14 (terça-feira)

    9h - Colégio Estadual de Aplicação (Setor Couto Magalhães) e Escola Municipal Leia Raquel (Setor Vila Ribeiro);
    15h - Escola Municipal Zeca Barros (Vila Goiás) e Escola Estadual Rui Barbosa (Bairro JK).

    Dia 15 (quarta-feira)

    9h - Colégio Estadual Guilherme Dourado (Centro) e Escola Municipal José de Brito Paranaguá (Setor Carajás);
    15h - Colégio Estadual Jorge Amado (Setor Noroeste) e Colégio Estadual Jardim Paulista (Setor Jardim Paulista).

    Dia 16 (quinta-feira)

    9h - Escola Municipal Olavo Bilac (Jardim das Palmeiras) e Escola Municipal Casemiro Ferreira Soares (Setor Urbano);
    14h - Colégio Estadual Sancha Ferreira (Setor Tecnorte);
    15h - Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes (Bairro São João).

    Dia 17 (sexta-feira)

    9h - Colégio Espírita André Luiz (Setor Morada do Sol 2) e Colégio Estadual Campos Brasil (Bairro de Fátima);
    14h - Escola Municipal Moderna (Setor Barros) e Escola Municipal Joaquim Carlos Sabino (Setor Lago Azul 4).

    Dia 18 (sábado)

    17h – Dia D da Campanha “Faça Bonito” (Via Lago).

    A dona de casa Sandra Gomes participou da palestra e assegurou que as informações tornam os pais mais sensibilizados a prestar atenção e denunciar em caso de suspeita ©Marcos Sandes

    Por: Thatiane Cunha

    Imprimir