Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    17/05/2019

    Em Dianópolis, governador Carlesse afirma que obras e incentivos do Governo na região visam fomentar o desenvolvimento

    Paralelo aos investimentos na melhoria da infraestrutura, o Governo do Estado trabalha na atração de investidores para a região

    Mauro Carlesse disse que enxerga um potencial muito grande na região sudeste e trabalha na atração de investidores para a região
    O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, visitou na tarde desta sexta-feira, 17, o distrito irrigado Manuel Alves, no município de Dianópolis e também vistoriou o início das obras de recuperação da TO-110, no trecho que liga Dianópolis à região da Garganta e à Bahia.

    Na ocasião, o governador Carlesse reforçou o potencial produtivo da região sudeste e afirmou que as ações estratégicas do Governo do Estado na região visam incentivar o desenvolvimento econômico e social dos tocantinenses que ali vivem. "Em primeiro lugar estamos recuperando às estradas para melhorar as condições de tráfego das pessoas, oferecer mais segurança e baratear o custo de transporte. Já na questão da produção, queremos resolver as pendências que existem no Manuel Alves para que se torne um polo de desenvolvimento e gere emprego e renda", afirmou.

    O governador Mauro Carlesse disse que enxerga um potencial muito grande na região sudeste e, paralelo aos investimentos na melhoria da infraestrutura, o Governo do Estado trabalha na atração de investidores para a região. "É uma região rica em minério, tem um potencial turístico fantástico, já é produtora de grãos, carne e frutas, tem agora a piscicultura para oferecer oportunidades para grandes e pequenos produtores. Eu vejo que o sudeste vai crescer muito. E o nosso trabalho é fazer com que às pessoas da região possam aproveitar as oportunidades que vão aparecer”, completou.

    O governador Mauro Carlesse destacou ainda a construção de um abatedouro público, com capacidade para 50 bovinos/dia, em Ponte Alta do Bom Jesus como mais uma obra que vai gerar empregos e assegurar o abate legal e que atenda as exigências sanitárias. "Essa obra já está em fase de acabamento e logo vai oferecer melhores condições para os criadores e a população vai consumir uma carne de qualidade, com origem e isso é mais saúde para a população", finalizou.






    Por: Élcio Mendes


    Imprimir