Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    29/05/2019

    Mais de 60 mil eleitores têm o título cancelado no Tocantins

    Eleitores perderam prazo para justificar ausência nas três últimas eleições e tiveram documento invalidado. Cidadão perde direito de fazer passaportes e pode ter até salário suspenso em alguns casos.

    Mais de 60 mil títulos foram cancelados no Tocantins ©DIVULGAÇÃO
    O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins informou que 60.996 moradores do estado tiveram o título eleitoral cancelado. Estas pessoas perderam o prazo para justificar a ausência nos três últimos turnos eleitorais e por isso tiveram o documento invalidado. Para consultar a própria situação, o eleitor pode acessar o site do TRE.

    No estado, a cidade que liderou a quantidade de títulos cancelados foi palmas, com 13.297, seguida de Araguaína, com 7.773 e Gurupi, com 4.487.

    Quem perde o título eleitoral fica impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de emprego no setor público e fazer empréstimos em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

    Também não pode se inscrever ou tomar posse em concursos públicos e fazer matrículas na rede de ensino público.

    Quem teve o título cancelado deverá pagar uma multa e, em seguida, poderá fazer a regularização da sua situação no seu cartório eleitoral, levando documento de identificação oficial original com foto, comprovante de residência e o título, se ainda o possuir.

    A regularização do título eleitoral cancelado somente será possível se não houver nenhuma circunstância que impeça a quitação eleitoral, como omissão de prestação de contas de campanha e perda ou suspensão de direitos políticos, por exemplo.

    Por G1 Tocantins


    Imprimir