Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    13/05/2019

    Tocantins vai ser apresentado como a nova fronteira da piscicultura do País na Aquisow Brasil 2019

    Evento inicia-se nesta terça-feira,13, no Complexo Turístico, Cultural e Histórico Roberto Rollemberg, que fica na cidade paulista de Santa Fé do Sul

    ©DIVULGAÇÃO
    Com o objetivo de apresentar o potencial do Tocantins como a nova fronteira da piscicultura no Brasil, o Governo do Estado, por meio da Secretaria Industria, Comércio e Serviços (SICS), participará da Aquishow Brasil 2019. O evento inicia-se nesta terça-feira,13, e segue até sexta-feria,17, no Complexo Turístico, Cultural e Histórico Roberto Rollemberg, que fica na cidade paulista de Santa Fé do Sul.

    O Governo do Estado irá disponibilizar no espaço da feira um moderno estande institucional para prestar suporte operacional à comitiva formada de empresários e técnicos do governo que estarão participando do evento. O espaço vai ser importante para atrair os visitantes da feira interessados em conhecer o potencial do Estado na área da piscicultura e viabilizar encontro de negócios.

    Segundo o secretário da Indústria e Comércio, Ridoval Darci Chiareloto, Governo do Tocantins, vem trabalhando para consolidar a cadeia produtiva do peixe apostando no potencial que dispõe o estado. “E agora com a liberação do cultivo da tilápia em sistemas de tanques-rede em reservatórios da Bacia Hidrográfica do Rio Tocantins, a expectativa é atrair investidores interessados em apostar nesta atividade para fomentar ainda mais o nosso setor da piscicultura”, afirmou.

    Considerado um dos mais importantes eventos da piscicultura de água doce da América Latina, a Aquishow Brasil de 2019 espera receber cerca de 3 mil visitantes.O evento vai debater temas importantes como a Industria 4.0, a importância da revolução industrial em curso na competitividade do setor aquícola e na missão de alimentar a população mundial.

    Resultados

    Segundo o gerente de sistemas produtivos da secretária da Indústria e Comércio, Marcondes Martins, a expectativa dos empresários do setor é grande em relação ao evento, tendo em vista os resultados obtidos na edição passada.

    Em 2018, relembra o gerente, uma multinacional francesa, com três unidades no Brasil, fez contato com os produtores para aquisição do couro de tilápia para ser utilizado no tratamento para recuperação de tecidos em pacientes vítimas de queimaduras. 

    Ele destaca ainda que foi no evento do ano passado que o grupo Aqualbel anunciou investimentos na ordem de R$ 7 milhões no Estado. “Além disso, um empresário conseguiu comercializar R$ 50 mil em pirarucu, além de outros que fecharam novos negócios”, contou. Marcondes Martins destaca que, na ocasião, também os participantes tiveram acesso a novas tecnologias e adquiriram insumos como tanque-redes e telas.


    Por: Fábia Lázaro

    Imprimir