Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    07/06/2019

    Ação realizada pela Defensoria no Taquari deve se tornar um programa da Instituição

    Objetivo é levar os atendimentos jurídicos da DPE-TO a comunidades carentes, incluindo parcerias para a prestação de serviços diversos de saúde, cultura e lazer e promoção da cidadania.

    ©DIVULGAÇÃO
    A ação realizada pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) no Taquari, região Sul de Palmas, no último dia 11 (saiba mais clicando aqui) se tornará permanente na Instituição a fim de que seja realizada em outras regiões da Capital e também no interior do Estado. A determinação para o a implantação de um programa que atenda a essa demanda foi anunciada pelo defensor público-geral no Tocantins, Fábio Monteiro dos Santos, em reunião realizada com os membros e servidores que participaram diretamente da ação realizada na região Sul Palmas.

    De acordo com o Defensor Público-Geral, é papel da Defensoria estar perto das comunidades com perfil de assistida. Desta forma, ações como a realizada no Jardim Taquari favorecem ainda mais esse proximidade que leva, sobretudo, ações de cidadania a pessoas que estão à margem de seus direitos. “É missão da Defensoria atuar dentro e fora da Instituição para a garantia de direitos. A ação que realizamos com o apoio de importantes parceiros nos mostrou que muito pode ser feito pela Instituição” destacou Fábio Monteiro.

    O Escritório de Gestão de Projetos (EGP) da Defensoria Pública vai formatar o programa para a execução das atividades, inicialmente previstas para duas vezes ao ano.

    A reunião, realizada nesta quinta-feira, 6, também promoveu uma avaliação da ação realizada em maio, destacando a importância dos servidores que atuaram como voluntários e dos muitos parceiros, que ofereceram serviços que não são da natureza de atuação da Defensoria.

    Também participaram da reunião: a subdefensora pública-geral no Tocantins, Estelamaris Postal, o diretor da DPE-TO regional Palmas e coordenador da ação em Taquari, Leonardo Coelho, além de servidores da área meio da Defensoria, como Comunicação, Cerimonial e EGP. Uma nova reunião, marcada para o próximo dia 17, abordará a execução dos encaminhamentos feitos nesse primeiro encontro.

    Por: Cléo Oliveira / Ascom DPE-TO


    Imprimir