Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    13/06/2019

    Justiça marca julgamento do principal suspeito de assassinar taxista em Palmas

    O taxista foi morto com cinco tiros na frente da própria casa, por volta de 10h, no momento em que trocava um pneu do carro.

    ©DIVULGAÇÃO
    Está marcado para esta quinta-feira (13) o julgamento de Cleber Venâncio. Ele é o principal suspeito de matar o taxista Alan Kardec de Oliveira. O crime aconteceu em janeiro de 2015, no centro de Palmas, e a suspeita é que a vítima foi pega em uma emboscada.

    O taxista foi morto com cinco tiros na frente da própria casa, por volta de 10h, no momento em que trocava um pneu do carro. Alan Kardec era um dos taxistas mais antigos de Palmas e tinha uma frota de carros. O filho dele, que tinha 8 anos na época, testemunhou o assassinato.

    Na época, o delegado de homicídios disse que Cléber Venâncio seria um pistoleiro e teria cometido o crime a mando de um terceiro.

    A realização do júri popular foi determinada ainda em 2016, quando o juiz Gil de Araújo Corrêa, da 1ª Vara Criminal de Palmas, afirmou em decisão que havia indícios suficientes de que o réu planejou uma emboscada para o taxista.

    "Vislumbro elementos que apontam que os autores do delito provocaram uma emboscada à vítima, aparentemente murchando o pneu dianteiro de seu veículo, forçando-a promover a troca e assim executá-la", afirmou o juiz na época.

    O suspeito foi preso porque uma das testemunhas do assassinato, que não teve a identidade divulgada, informou que seguiu o suspeito até a casa dele após presenciar os disparos. A versão da testemunha foi confirmada por meio de vídeos feitos pelas câmeras de segurança da região.

    O julgamento está marcado para 9h na 1ª Vara Criminal, no Fórum de Palmas.
    Taxista foi assassinado na quadra 106 Norte, em Palmas — Foto: Ana Paula Rehbein/TV Anhanguera

    Fonte: Sou de Palmas


    Imprimir