Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    11/06/2019

    MIRACEMA| Prefeitura viabiliza construção de complexo comercial de varejo e atacadista

    ©Ronys Rocha
    Minuta do termo de doação de imóvel ao grupo G-express é assinada na tarde desta terça-feira, 11, no gabinete do prefeito Saulo Milhomem. Na ocasião estiveram presentes os vereadores municipais, Branquinho do Araras, Pedro da Farmárcia, Cirilo Douglas, Adilson do Correntinho, e o comunicador Paulinho Cavalcante, além dos secretários e demais servidores da gestão municipal.

    O termo assinado entre o Município de Miracema do Tocantins, representado pelo prefeito, Saulo Sardinha Milhomem e a empresa, Furukawa Combustíveis e Participações Eireli, representada por Marco Aurélio Coelho Silva, acompanhado por sua esposa, Vivian Megumi Furukawa, trata da doação de terreno urbano, bem público municipal, com área de 7.300,00 m², situado à Avenida Irmã Emma Rudolph Navarro, para o Grupo G-Express, a fim de que seja construído hipermercado, com lojas de departamento, varejo e atacadista.
    ©DIVULGAÇÃO
    Na oportunidade o prefeito Saulo Milhomem, agradeceu aos vereadores por entenderem a importância deste investimento para o município e terem aprovado o Projeto de Lei nº 06/2019, que possibilitou o termo de doação. “É essencial para o desenvolvimento de Miracema, conquistar investidores que acreditam e veem potencial em nossa cidade. São através dessas parcerias que cresceremos coletiva e progressivamente”, ressaltou.

    De acordo com o empresário, Marco Aurélio Coelho, o prefeito Saulo Milhomem, idealizador do projeto, foi quem buscou e viabilizou com demais parceiros a instalação do empreendimento no município. “Quero agradecer ao prefeito pela ideia e o incentivo que nos deu para investirmos em Miracema, cidade de localização estratégica e de grande potencial econômico. Nosso objetivo é atendermos a região com mercado de departamentos, varejista e atacadista”. 

    Além disso, o empresário ressaltou o quanto esses investimentos irão fomentar a economia da região, “empreendimentos como este, geram empregos diretos e indiretos e desencadeiam paralelamente diversos negócios, é um momento de oportunidades para todos”.

    Segundo o engenheiro responsável pela obra, Renato Sol, materiais pré-moldados serão utilizados em toda construção, o que tornará a obra mais limpa e mais rápida, podendo gerar cerca de 50 empregos imediatos para a fase de construção. De acordo com o gerente do Grupo G-Express, Énio Rocha Gonçalves, a previsão é de que esteja tudo pronto em até 8 meses com geração de empregos em número bem maior. 





    ASSECOM

    Imprimir