Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    05/06/2019

    PORTO NACIONAL| Projeto “Professores Vivam Melhor” beneficia mais de 400 educadores da rede municipal de ensino

    ©Dornil Sobrinho 
    A Escola Municipal de Tempo Integral Marieta Pereira de Macedo teve a iniciativa de desenvolver o Projeto “Professores Vivam Melhor – Esporte, Lazer e Saúde. A iniciativa objetivou promover qualidade de saúde física e mental aos professores da Rede Municipal de Ensino. A ação aconteceu na última sexta-feira, 31, e contou com o apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal da Educação.

    O evento serviu como um verdadeiro intercâmbio entre os profissionais da educação. Com diversas dinâmicas, as salas de aula serviram para salas de massagem, cinema, jogos, dentre outras ações.
    ©Dornil Sobrinho
    A superintendente municipal da Educação, Deusina Ribeiro, falou dos benefícios da ação para os professores. “Entendemos que essa é uma iniciativa muito positiva. A organização do evento teve o cuidado de planejar várias dinâmicas e atividades físicas especialmente para os profissionais”, disse.
    ©Dornil Sobrinho
    O Evento contou com a parceria da Secretaria Municipal da Saúde que levou os estudado internos do curso de Medicina do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC).

    O preceptor dos internos, Hugo Alex, falou sobre o trabalho realizado pelos estudantes. “Os alunos contribuíram com medindo o peso dos profissionais, aferindo a pressão arterial, fazendo a antropometria (medidas das dimensões corpóreas), altura, testes rápidos de Sífilis e DST”, destacou o professor.

    Hugo Alex disse ainda, que a contribuição com o evento foi uma forma de valorizar os profissionais da educação, pessoas importantíssimas para o crescimento de cada indivíduo.

    Pensando na saúde mental e motivacional dos professores, a gestora educacional da Escola Marieta Pereira de Macedo, Thayanne Cristina, falou que o evento foi realizado para que os profissionais se sintam mais motivados, alegres e conscientes de que são imprescindíveis para a sociedade.
    ©Dornil Sobrinho
    ©Dornil Sobrinho
    ©Dornil Sobrinho

    Por: Mychelle Tauane


    Imprimir