Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    03/07/2019

    CAPITAL| Com investimento de R$ 50 milhões, Palmas terá parques solares para gerar energia renovável em prédios públicos

    Prefeita Cinthia Ribeiro faz coletiva para assinatura de contrato de R$ 50 milhões com a Caixa Econômica Federal ©EDU FORTES
    O município de Palmas terá em breve os dois primeiros parques solares no Brasil criados para geração de energia renovável que atenderá a administração pública. O contrato para a implantação foi assinado pela prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, e representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) no início da tarde desta quarta-feira, 03, em cerimônia em seu gabinete. “Seremos os primeiros no Brasil a implementar dois parques de energia solar. É uma ação pioneira. No coração do País, daremos início a um projeto que fará a mudança da matriz energética de todos prédios públicos”, destacou a prefeita, em entrevista coletiva concedida a jornalistas da Capital. Secretários municipais, vereadores e demais autoridades prestigiaram o encontro.

    O acordo prevê investimento de R$ 50 milhões para implementação do sistema, que atenderá estabelecimentos como repartições da Prefeitura, escolas, unidades de saúde, entre outros. “Vamos inovar. Trabalhamos com sustentabilidade no discurso e na prática. Com esta iniciativa, iremos gerar emprego e melhorar a renda com mão de obra qualificada. E mais: implementar um sistema sustentável”, afirmou a chefe do Executivo de Palmas. “É um projeto viável no ponto de vista econômico, mas que também gera economia aos cofres públicos”, complementou Cinthia Ribeiro.
    ©EDU FORTES
    Presente na cerimônia de assinatura do contrato, a superintendente da Caixa, Silvana Martins Melo, destacou o caráter inovador da medida. “A Prefeitura dá o exemplo, mas esperamos que essa iniciativa tenha reflexos na população. Com a prefeitura dando exemplo, essa discussão fica cada vez mais pujante em um projeto inovador e moderno conduzido por uma mulher, o que nos deixa muito felizes. É, sem dúvida, um divisor de águas”, declarou. 

    Economia e Benefícios

    Com a iniciativa, a Prefeitura promoverá economia na conta de energia. Isso porque em 2018, por exemplo, foram gastos pelo Executivo R$ 13,7 milhões em energia elétrica dos prédios públicos. De acordo com o contrato, em nove anos - prazo de amortização das parcelas e encargos do financiamento – o lucro da operação será de aproximadamente R$ 85 milhões.

    A medida prevê ainda benefícios ambientais como economia gerada, redução no consumo, uso correto e seguro da energia elétrica. Com isso, a Prefeitura prioriza a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente, promovendo melhor aproveitamento da radiação solar existente em Palmas.

    Capacidade

    Cada parque tem capacidade de gerar cerca de cinco megawatts por mês (0,6 gigawatts hora/mês). Juntos, vão gerar 10 megawatts (1,2 gigawatss hora/mês). Os prédios públicos têm um consumo de aproximadamente um giga watts hora/mês. “As duas usinas vão suprir a demanda com folga e o excedente poderá ser utilizado na expansão sem que ocorra a oneração para o município”, disse o secretário municipal de Assuntos Estratégicos, Captação de Recursos e Energias Sustentáveis, César Augusto Guimarães.
    ©EDU FORTES
    Mudança na legislação

    Durante a assinatura do contrato com a Caixa, a prefeita Cinthia Ribeiro anunciou uma medida que tem objetivo de colocar fim a uma reserva de mercado, com a aprovação da Lei Complementar número 327/2015 que instituiu o Palmas Solar. A gestão vai propor à Câmara alteração desta lei que, em seu artigo 27, prevê que “para obtenção dos incentivos previstos nesta Lei Complementar, é obrigatório que todas as aquisições de bens ou serviços sejam contratados de empresas e/ou profissionais no município de Palmas”. “Vamos propor o fim desta reserva de mercado, abrindo a possibilidade e dando oportunidade para que empresas de todas as partes do País possam participar da concorrência”, disse.

    A alteração beneficiará não só empresas, as chamadas pessoas jurídicas, mas pessoas físicas, cidadãos comuns, que tenham interesse em aderir ao sistema, tendo condições de comprar equipamentos e serviços por menores preços. “A gestão dá o exemplo ao aderir ao sistema sustentável da matriz energética. Que a população possa seguir o exemplo, obtendo os benefícios do projeto”, declarou.

    Temporada de Férias

    Ainda na tarde desta quarta-feira, 03, a prefeita Cinthia Ribeiro lançou a Temporada de Férias 2019 na Capital. A abertura oficial será no sábado, 06, com a Banda Cheiro de Amor, e o encerramento será no dia 26 deste mês com o show nacional de Psirico, na Praia da Graciosa. Serão contempladas as praias da Graciosa, Arnos e Caju, além do Parque Cesamar e Taquaruçu, com eventos já consagrados, como o 3º Festival Palmas Burguer e o 6º Festival de Circo de Taquaruçu. A programação traz ainda Exposição de Carros Antigos e shows com banda nacional Cheiro de Amor e DJ Jesus Luz.






    SECOM


    Imprimir