Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    15/08/2019

    ARAGUAÍNA| Saúde do Município realiza campanha de conscientização sobre hepatites virais

    Palestras nas unidades básicas e escolas levam informações sobre formas de contágio, sintomas e prevenção aos diversos tipos da doença. Programação vai até dia 29

    Ontem, 14, a palestra foi ministrada aos adolescentes do Colégio Estadual Guilherme Dourado; nesta quinta-feira é a vez da UBS Dr. Raimundo Marinho, no Setor Maracanã ©Marcos Sandes
    Com início em 31 de julho e seguindo por todo o mês de agosto, a Vigilância Epidemiológica de Araguaína realiza a Campanha de Conscientização e Prevenção contra as Hepatites Virais. Por meio de palestras nas unidades básicas de saúde e escolas, as equipes levam informações sobre a importância do diagnóstico, tratamento e prevenção aos variados tipos da doença.

    Na última quarta-feira, 14, a palestra educativa foi ministrada no Colégio Estadual Guilherme Dourado. Atentos, os adolescentes do Ensino Médio da unidade ouviram as orientações da enfermeira Juliana Lima.

    “As hepatites são doenças graves e silenciosas que atacam o fígado, um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. Muitas pessoas podem estar contaminadas e não apresentar sintomas, por isso é fundamental se prevenir tomando os cuidados recomendados e também com a vacina, no caso da hepatite B”, ressaltou a enfermeira.

    “Aprendemos sobre as formas de contágio das hepatites e principalmente sobre o cuidado que devemos ter com a higiene dos alimentos e o manuseio e descarte de objetos perfurantes ou cortantes”, comentou o estudante Diovany Macário.

    Dados da doença

    Em 2018, foram registrados 29 casos de hepatites em Araguaína. “O vírus B ainda é o mais recorrente em adultos sexualmente ativos, tendo como principal via de transmissão o sexo sem proteção”, alertou Juliana.

    Dos 29 casos de hepatites registrados no ano passado, 26 casos, ou 89,6% do total, foram do tipo B, a maioria (15 casos) em adultos na faixa etária dos 20 aos 49.

    Até julho deste ano, apenas sete casos da doença foram diagnosticados em Araguaína. Sendo três do tipo B, três do tipo C e um caso com os tipos B e D.

    O teste rápido é gratuito e pode ser feito nas unidades básicas de saúde ou no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do Hospital de Doenças Tropicais (HDT).

    Próximas palestras

    Dia 15 (quinta-feira)

    UBS Dr. Raimundo Marinho (Setor Maracanã)

    Dia 16 (sexta-feira)

    8h30 e 14h30 - Escola SESI de Araguaína (Bairro Senador)

    Dia 19 (segunda-feira) 

    UBS Dr. Francisco (Vila Aliança).

    Dia 21 (quarta-feira)

    UBS Dr. Dantas (Setor Costa Esmeralda);

    UBS Ponte;

    UBS Senador Benedito (Setor José Ferreira).

    Dia 22 (quinta-feira)

    UBS Araguaína Sul.

    Dia 26 (segunda-feira)

    UBS Couto Magalhães.

    Dia 27 (terça-feira)

    UBS Albeny Soares de Paula (Setor Couto Magalhães).

    Dia 28 (quarta-feira)

    UBS Avany Galdino (Bairro São João);

    UBS José Ronaldo.

    Dia 29 (quinta-feira)

    UBS Maria dos Reis (Setor Barros).
    “Aprendemos sobre o cuidado que devemos ter com a higiene dos alimentos e o manuseio e descarte de objetos perfurantes ou cortantes”, comentou Diovany Macário ©Marcos Sandes

    ©Marcos Sandes

    Por: Mara Santos


    Imprimir