Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    12/09/2019

    ARAGUAÍNA| Projeto ensina menores em risco social a preparar horta orgânica

    29 crianças e adolescentes participarão do Projeto Viva o Verde, que utiliza materiais recicláveis para incentivar produção e consumo de alimentos saudáveis

    A equipe técnica do Ruraltins levou à turminha todas as informações sobre o cultivo de hortaliças. Na próxima quinta-feira, 19, será hora de colocar os ensinamentos em prática ©Marcos Sandes
    As 29 crianças e adolescentes assistidos pelo Programa de Proteção e Atendimento Especializado a Família e Indivíduos (PAEFI) se preparam para produzir legumes e verduras numa horta orgânica, implantada no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

    O Projeto Viva o Verde foi idealizado pelo centro com objetivo de aproveitar um espaço físico ocioso na sede do órgão, incentivar a utilização de materiais recicláveis e os hábitos alimentares saudáveis, além de proporcionar aos menores a oportunidade de aprender a produzir alimentos em pequenos espaços em suas casas.

    “É um projeto de educação ambiental que abrange outros aspectos, como a valorização do trabalho em equipe. Eles poderão acompanhar o desenvolvimento das hortaliças, entender a importância delas na nossa dieta e, além de consumir aqui, poderão levar para casa, ajudando na qualidade do alimento de suas famílias”, comentou a coordenadora do CREAS, Elizabeth Milhomem.

    Preparativos

    Na última quarta-feira, o CREAS recebeu a visita de técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) para uma palestra sobre o planejamento do plantio. O técnico Wandro Cruz falou sobre a importância das hortaliças, a escolha do local da horta, o preparo do esterco, adubação, como fazer o canteiro, irrigação, e ainda deu dicas sobre o controle de pragas, doenças das plantas e controle biológico.

    A equipe do Ruraltins também oferecerá suporte ao projeto realizando duas visitas técnicas mensais para manutenção da horta.

    Na próxima quinta-feira, dia 19, será o momento da turminha botar as mãos na terra e fazer o plantio do coentro, cebolinha, alface, tomate, cenoura e rúcula. Os canteiros são confeccionados com garrafas pet e pneus inservíveis.

    O pequeno M.S., de 8 anos, está ansioso para iniciar o plantio. O menino conta que tem espécies frutíferas em casa, como manga, cajá-manga e abacaxi, e está animado para aprender a plantar hortaliças. Sobre a importância da alimentação saudável, ele dá exemplo: “Gosto de comer frutas, verduras, de tudo!”.

    PAEFI

    O programa atende crianças e adolescentes que sofreram violação de direitos ou estão em situação de risco social, ofertando apoio, orientação jurídico social e acompanhamento psicossocial.

    O atendimento aos menores e suas famílias é feito por uma equipe multidisciplinar composta por psicóloga, assistente social, advogado, coordenador, educador social e pedagogo. A equipe acompanha os assistidos com o intuito de promover a efetivação de seus direitos, a preservação e o fortalecimento das relações familiares e sociais.

    Por: Mara Santos


    Imprimir