Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    30/09/2019

    Médicos e enfermeiros atualizam conhecimento sobre cuidados com o desenvolvimento da criança

    ©DIVULGAÇÃO
    Médicos e enfermeiros que atuam na Atenção Primária na rede de saúde municipal da Capital estão participando do ‘Curso de Puericultura’ ministrado pela médica pediatra Solange Viana. O curso é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) em parceria com a Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp). Os profissionais foram divididos em quatro turmas, sendo duas na última sexta, 27, e mais duas nesta segunda, 30.

    Para a médica pediatra Solange Viana, o acompanhamento do desenvolvimento da criança, não compreende apenas o período de zero a dois anos de idade. “Não é só até os dois anos de idade que a gente acompanha essa criança. Esse acompanhamento vai além, é longitudinal, até para podermos identificar precocemente alterações do desenvolvimento de forma a possibilitar intervenções no momento adequado se for necessário”, ressaltou.

    Nessa perspectiva, a pediatra falou da importância de o profissional estar atento ao calendário vacinal da criança, desenvolvimento neuropsicomotor, introdução alimentar, sinais de maus tratos, nutrição, entre outros.

    A enfermeira e coordenadora técnica de Linhas de Cuidado da Semus, Isabela Eulálio, ressalta que além da atualização dos profissionais, o objetivo é diminuir os encaminhamentos para os especialistas, tornando a Atenção Primária mais resolutiva. “No curso são trabalhadas as práticas do cuidado, do crescimento e desenvolvimento da criança, não até dois anos, mas até chegar a puberdade, a adolescência. E esse acompanhamento não deve ser feito só com crianças que tenham algum tipo de doença, alguma alteração no seu desenvolvimento. A puericultura deve ser feita com todas as crianças para garantir o seu crescimento saudável”, pontuou.

    A médica especialista em Medicina de Família e Comunidade, Rafaela Rios, acredita que essa atualização proporcionará melhorias nos atendimentos prestados por médicos e enfermeiros. “Todo profissional de saúde precisa se atualizar, estar em constante aprendizado, para melhorar o processo de trabalho. E puericultura é uma área que a gente precisa muito estar desenvolvendo dentro do nosso serviço. Então, o curso proporciona com que a gente consiga melhorar os protocolos de atendimento de puericultura, melhorando os serviços dos médicos e das equipes de enfermagem”, concluiu.

    SECOM/SEMUS


    Imprimir