Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    31/10/2019

    Agência de Metrologia alerta sobre a obrigatoriedade da Verificação Anual Periódica de Taxímetros em Palmas

    Instrumento deve passar por vistoria anualmente, conforme Resolução 01/82 do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade 

    Todos os permissionários de táxis devem obrigatoriamente fazer a Verificação Anual do Taxímetro ©Cejane Borges
    A cidade de Palmas conta com 173 veículos cadastrados como táxis. Desse montante, cerca de 24% dos permissionários ainda não procuraram a Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins (AEM-TO) para a Verificação Anual Periódica dos taxímetros e a instalação do Selo de Conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

    A Metrologia Estadual reforça que a verificação do instrumento (taxímetro) é obrigatória e de suma importância tanto para o permissionário, como para o usuário. Para o permissionário, assegura que o instrumento em seu veículo está em dia e apto para trabalhar. Para o passageiro, a verificação garante a veracidade do valor que está sendo cobrado no taxímetro e para o taxista elimina o uso de tabelas de preços, assegurando maior confiança ao serviço prestado.
     ©Cejane Borges
    Além disso, é importante ressaltar que a Verificação Anual Periódica é obrigatória, atendendo à Resolução 01/82 do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade (Conmetro).

    De acordo com o calendário da ação, disponibilizado em agosto de 2019, o prazo para a verificação do instrumento encerrou dia 10 de outubro. Contudo, a equipe de Instrumentos da AEM continua atendendo normalmente os taxistas que procurarem o órgão. “Nosso objetivo é que toda a frota de táxis de Palmas esteja em dia para ofertar um serviço com a melhor relação de consumo possível. É, também, a nossa missão, enquanto Agência de Metrologia, barrar a concorrência desleal e assegurar a qualidade do serviço à sociedade”, destaca o presidente da AEM, Rérison Castro.

    Verificação Anual Periódica

    Para que o taxímetro seja aferido, são realizados ensaios metrológicos de verificação. Os fiscais da Metrologia Estadual realizam um percurso com uma distância já definida pela legislação do Inmetro. Durante a verificação, é instalado um cronômetro na pista de ensaio e medida as verificações necessárias. Além disso, também são observadas as condições gerais do veículo, como o aro do pneu e toda a documentação referente ao exercício anterior.

    Nos testes são verificados se o registro do valor da corrida está em conformidade com a distância percorrida. Com os taxímetros aferidos, as condições de trabalho são legais e garantem ao consumidor final o uso de serviços atestados com a certificação.

    Consumidor deve sempre ficar atento ao lacre

    Vale ressaltar que os usuários devem ficar sempre atentos ao lacre que, na cor amarela significa que está com instrumentos aferidos e prontos para circulação. Já o lacre azul significa que foi feita a medição e que consta com prazo máximo de 10 dias para regularização do taxímetro.

    Para transitarem, os táxis devem estar com o taxímetro lacrado e com o selo de verificação do Inmetro. Os usuários de táxi devem estar atentos ao local de instalação do taxímetro - local visível e sem empecilhos que possam atrapalhar a visualização das marcações.

    Taxista – Fique Sabendo

    Verificação Anual Periódica de Taxímetro: Obrigatória

    Onde fazer: na sede da AEM, que fica na 602 Sul - Avenida Teotônio Segurado

    Não cumprimento: passível de sanção administrativa e multa


    Por: Cejane Borges


    Imprimir