Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    01/10/2019

    Caminhão do Projeto Desenvolve Palmas auxilia na entrega de alimentos da agricultura familiar nas escolas da Capital

    ©DIVULGAÇÃO
    O caminhão do Projeto Desenvolve Palmas, que fomenta a economia solidária através de grupos coletivos para geração de trabalho e renda, promoveu nesta segunda-feira, 30, a entrega de alimentos em 15 entidades cadastradas no Programa de Aquisição de Alimentos em Palmas (PAA) que possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. 

    Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem), esse suporte oferecido pelo Desenvolve Palmas para o PAA acontecerá todas segundas e quartas-feiras dos próximos dois meses. “Atualmente o Desenvolve Palmas atende 25 grupos coletivos, dentre eles estão os agricultores familiares. O caminhão refrigerado tem dado suporte na entrega de alimentos produzido pelos agricultores familiares da Capital”, disse a agente de Formação Solidária da Sedem, Bruna Coelho Rodrigues.

    Ainda de acordo com a Sedem, o projeto Desenvolve Palmas é realizado por meio de convênio com Ministério do Trabalho e Emprego e através dele são desenvolvidas ações de fortalecimento e fomento da economia solidária e de empreendimentos coletivos, nas modalidades associações e cooperativas da Capital criando postos de trabalho diretos e indiretos.

    Bruna ressalta que no Desenvolve Palmas existem quatro metas a serem cumpridas: manutenção do centro público de economia solidária e divulgação dos empreendimentos de economia solidária; apoio à comercialização solidária e fomento às finanças solidárias; realização de ações estratégicas que promovam o acompanhamento, monitoramento, divulgação e a avaliação de políticas sociais; fornecer assessoria técnica e formação aos empreendimentos de economia solidária identificados e manutenção dos espaços de produção coletiva, as usinas da moda.

    Já o PAA é um programa de compras do Governo Federal executado pelo Governo Estadual, que busca promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Para o alcance desses dois objetivos, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino.

    O PAA também contribui para a constituição de estoques públicos de alimentos produzidos por agricultores familiares e para a formação de estoques pelas organizações da agricultura familiar. O orçamento do PAA é composto por recursos do Ministério da Cidadania.

    Por: Deni Rocha


    Imprimir