Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    06/10/2019

    Melhores nas competições de pitches e Hackathon são premiados na Arena do Conhecimento

    A equipe Jatai Rotas foi a grande vencedora da maratona com viagem para visita técnica ao Porto Digital em Recife-PE

    ©Luciene Soares 
    O último dia de programação da Arena do Conhecimento premiou as três iniciativas mais inovadoras destinadas ao estímulo do turismo de Palmas. Participaram da maratona, universitários, programadores, designers, startups, profissionais e empreendedores interessados na criação de negócios de alto impacto. Para essa edição do Hackathon o objetivo era entregar um produto tecnológico que solucionasse problemas relacionados ao turismo da capital. A maratona foi realizada pelo o Sebrae Tocantins em parceria com a Prefeitura de Palmas, por meio da Agência Municipal de Turismo (Agtur).

    A equipe Jatai Rotas Palmas Serras e Lagos composta pela Fernanda Gomes; Dyonnys Marinho; Giovana Souza; Thaynara de Assunção e Jackson Gomes foram os grandes vencedores da maratona, tendo apresentado uma plataforma que propõe experiência turística completa além de auxiliar o empreendedor do trade turístico de Palmas. Como prêmio, a equipe ganhou uma viagem para visita técnica ao Porto Digital em Recife-PE.

    “Esse foi o meu primeiro Hackathon, uma experiência única. No início tivemos ideias altas, diminuímos, crescemos de novo, então com a ajuda dos mentores estabelecemos a nossa ideia atual. Tivemos a oportunidade de vivenciar o empreendedorismo, a inovação e a tecnologia”, comemorou a estudante de computação, Fernanda Gomes.

    O Jarciley Nascimento, analista técnico do Sebrae Tocantins e facilitador do projeto, explicou que a ideia do evento foi reunir desenvolvedores, pessoas com conhecimento em negócios da área de turismo e fazer com que eles desenvolvessem soluções tecnológicas. “Sabemos que o trade turístico de Palmas tem uma grande demanda, a ideia é que o turista tenha a melhor experiência a partir desses produtos”.

    Concurso de pitches 

    Além do Hackathon, o espaço da Arena do Conhecimento também trouxe um concurso de pitches. O pitch é uma apresentação de 5 minutos com objetivo de despertar o interesse da outra parte pelo seu negócio, assim, deve conter apenas as informações essenciais e diferenciadas. O concurso também selecionou os três melhores projetos.

    Formado em Ciência da Computação, Alexandre Henrique Kavalerski foi um dos vencedores do concurso de pitches com o projeto de uma ferramenta de jogos personalizados para crianças com Transtornos do Neurodesenvolvimento (DYGY). “Excelente oportunidade de apresentar nosso projeto, receber feedbacks que validam muito do que fizemos até agora e também algumas orientações para melhorias pontuais” destacou.

    ASSECOM


    Imprimir