Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    28/11/2019

    Comunidade de Alvorada adere ao modelo Cívico-Militar na Escola Estadual Adjúlio Baltazar

    Em Alvorada, a comunidade votou e, por unanimidade, decidiu que a partir de 2020 este será o novo modelo de ensino na unidade escolar

    Em Alvorada, a comunidade votou e, por unanimidade, decidiu que a partir de 2020 este será o novo modelo de ensino ©DIVULGAÇÃO
    Uma Consulta Pública foi realizada na Escola Estadual Adjúlio Baltazar, do município de Alvorada, na última quarta-feira, 27. A comunidade decidiu que, a partir de 2020, a unidade será Colégio Estadual Cívico-Militar Adjúlio Baltazar, passando a atender com o modelo ofertado em parceria entre a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e a Polícia Militar.

    Kelma Tavares Barbosa, responsável pela Unidade Técnica Executiva (UTE) de Modalidades e Ofertas Especiais da Seduc, destacou a importância de apresentar à comunidade o modelo. “O objetivo foi fazer uma consulta à comunidade para a implantação de uma unidade escolar conveniada com a Polícia Militar, pois faz parte das diretrizes operacionais inerentes à implantação dos modelos. Apresentamos a proposta e a metodologia em um momento que a comunidade e os servidores podem tirar dúvidas, opinar e ajudar a construir”, frisou. 
    Em Alvorada, a comunidade votou e, por unanimidade, decidiu que a partir de 2020 este será o novo modelo de ensino ©DIVULGAÇÃO
    A diretora da unidade escolar, Silvana Gonçalves Monteiro da Silva, contou que a população esperava ansiosa pelo modelo. “Estamos felizes com a proposta, já que foi atendido o pedido feito pela comunidade. A educação de Alvorada dá um passo importante com a implantação do modelo cívico-militar”. 

    Já a estudante Elizangella Gomes de Sá compartilhou suas expectativas. “É um avanço importante para o município, pois traz novas oportunidades e possibilidades para os estudantes. O modelo atende à demanda de ensino de qualidade”, frisou.

    Os trabalhos pedagógicos na escola continuam com os currículos orientados pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e contarão com a disciplina (norma de conduta) militar.

    Por: Guilherme Gandara/Governo do Tocantins


    Imprimir