Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    07/11/2019

    Deputada Luana Ribeiro destaca bravura e empenho de PMs que participaram da operação “Hórus Divisa”

    Luana Ribeiro cumprimenta familiares e militares que participaram da ação na região de Pequizeiro: “Foi emocionante a recepção” ©Yago Modesto
    Em reconhecimento ao trabalho dos policiais militares que participaram da operação “Hórus Divisa”, a deputada Luana Ribeiro prestigiou a cerimônia de recepção feita pela corporação no pátio do Quartel do Comando Geral (QCG) da Polícia Militar do Tocantins, em Palmas, no início da tarde desta quinta-feira, dia 7.

    Realizada pela PM com apoio de outras forças de segurança do Tocantins e outros Estados, a operação culminou com a prisão de criminosos envolvidos em tentativa de roubo a carro-forte em estrada entre Pequizeiro e Araguacema, no último dia 24. "Foi muito linda e emocionante a recepção. O momento de honraria com a presença de autoridades, familiares e amigos é reconhecimento importante a esses policiais que agem com bravura e se dedicam para a manutenção da segurança e proteção da população tocantinense”, disse a deputada, que marcou presença no ato. As equipes foram recebidas por familiares, demais policiais e por autoridades, como o vice-governador Wanderlei Barbosa, e o comandante da PM, coronel Jaizon Veras Barbosa, no início da tarde.
    ©Yago Modesto
    De acordo com a PM, 200 policiais participaram da operação, que contou com três helicópteros e 60 viaturas. Foram 15 dias de atuação. Seis criminosos que integram quadrilha especializada do Ceará foram presos. “Esses nobres agentes mostraram que a criminalidade não tem vez aqui no nosso Estado. Todo o reconhecimento da sociedade é pouco ao serviço prestado à população no combate ao crime!", citou a parlamentar.

    SARGENTO GAMA

    A deputada também fez questão de homenagear o sargento Deusdete Américo Gama, de 53 anos, vítima fatal durante a operação. “O sargento Gama merece todas as honrarias pois é um herói que faleceu exercendo o nobre ato de servir a sociedade. Ele faleceu em confronto, lutando pela segurança e proteção dos tocantinenses.”

    Ainda conforme a PM, a ação contou com o apoio da Polícia Civil do Tocantins, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, além da Secretaria de Segurança Pública do Pará e Casa Militar de Goiás.


    ASSECOM


    Imprimir