Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    05/11/2019

    Governo do Estado busca implantar área voltada para o setor automotivo na Capital

    O projeto previsto para a quadra 512 Norte, conta com 255 lotes dimensionados para receber concessionárias, revenda de seminovos, lojas de autopeças, oficinas e outros empreendimentos relacionados ao setor

    Vice-governador Wanderlei Barbosa. ladeado do secretário Ridoval, discute reorganização do segmento automotivo ©DIVULGAÇÃO 
    Com a presença do vice-governador, Wanderlei Barbosa, representantes da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços se reuniram, no final da tarde desta segunda-feira,04, com dirigentes da Acipa (Associação Comercial e Industrial de Palmas), Terratins ( Companhia Imobiliária do Tocantins) e do segmento automotivo para nivelar as ações em andamento para implantação do projeto de uma área específica para reunir o setor automotivo e atividades afins na Capital .

    O projeto, a ser implantado na quadra 512 Norte, numa área de cerca de 830 mil², prevê 255 lotes dimensionados, sendo 137 numa primeira etapa, para atender empreendimentos como concessionárias, revenda de veículos seminovos, oficinas mecânicas, autopeças, despachantes, autoescolas. Além de espaço reservado para restaurantes, seguradoras, cartórios, posto do Detran e financeiras.

    Durante a reunião, foram discutidos critérios para a comercialização dos lotes, linhas de crédito para os empresários e implantação da infraestrutura no local. Além disso, foi tratado também sobre o fomento ao setor pelo Governo do Estado por meio da aplicação da Lei, no qual diz respeito ao estímulo para acelerar os empreendimentos.
    Reunião teve participação do presidente da Terratins, Aleandro, que explicou sobre trâmites legais para aquisição dos lotes ©DIVULGAÇÃO
    O presidente da Terratins, Aleandro Lacerda, colocou os técnicos da pasta à disposição e garantiu que todo o processo para comercialização dos lotes pelo Governo do Estado “será feito com segurança jurídica para evitar questionamentos futuros”. O projeto conta ainda com a participação da prefeitura de Palmas na destinação específica de áreas públicas municipais.

    O projeto foi idealizado nos moldes da Cidade do Automóvel de Brasília (DF), que se consolidou como a maior concentração de revendas de veículos da América Latina. Segundo o idealizador do projeto, o empresário Gleydson Ricardo Torres, a capital conta com mais de 400 empresas ligadas ao segmento automotivo e os comerciantes querem crescer e o centro da cidade já não comporta tal movimento, causando desorganização nos estacionamentos e nas portas das lojas.

    “Tenho certeza que quando o projeto for implantado vai melhorar muito a vida dos comerciantes e clientes que irão contar com tudo reunido em um só espaço, já que o projeto foi idealizado nos moldes de Brasília, mas recebendo as devidas melhorias e adequações”, afirmou.

    O secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Ridoval Darci Chiareloto, lembrou que a implantação do projeto, denominado inicialmente, Shopping do Automóvel, foi uma recomendação expressa do governador Mauro Carlesse, porque ele sabe da importância deste segmento para a economia de Palmas e do Tocantins.

    “O setor automobilístico é um dos que mais gera empregos neste país e com a implantação deste projeto, vamos atrair, além dos moradores da Capital, o pessoal das cidades do interior tocantinense e estados vizinhos, movimentando o setor automotivo e as cadeias hoteleira, turística e diversos outros segmentos”.

    Agilidade

    O vice-governador, Wanderlei Barbosa, garantiu que governador Mauro Carlesse está colocando à disposição todos os órgãos envolvidos para que o projeto seja implantado de forma planejada e atendendo todas as exigências técnicas. O vice-governador disse que a próxima reunião será realizada com a Secretaria da Infraestrutura para definir a implantação da drenagem, saneamento e pavimentação da quadra. “Vamos procurar agilizar a implantação deste projeto porque tenho certeza que vai ser uma das ações mais marcantes deste governo”, disse.

    O empresário David Uchôa, proprietário de uma loja de acessórios e capotaria na cidade disse estar entusiasmado agora pelo apoio do Governo ao projeto anunciado pelo vice-governador. “Depois desta jornada de 10 anos, eu creio que agora vamos conseguir realizar este projeto, uma luta de todos nós deste segmento”, afirmou.

    Por: Fábia Lázaro


    Imprimir