Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    26/11/2019

    MIRACEMA| Comitê do Fogo do Estado presta homenagem à Prefeitura pelas ações de prevenção de queimadas

    ©DIVULGAÇÃO
    Os servidores da Prefeitura de Miracema, o engenheiro ambiental, William Sousa; e o coordenador da Brigada de Incêndio, Marcelo Pereira da Cruz, receberam das mãos do vice-governador, Wanderlei Barbosa, uma homenagem durante solenidade de encerramento das Ações do Comitê do Protocolo do Fogo, realizada na tarde dessa segunda-feira, 25, no Palácio Araguaia, em Palmas.

    Na ocasião, os servidores, representando o prefeito Saulo Milhomem e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, Genes Francelino de Alencar, receberam um certificado de agradecimento pela contribuição dada ao comitê do Fogo à sociedade tocantinense pela contratação e operacionalização da brigada de incêndio florestal no município, uma das poucas remuneradas do Estado.

    A Prefeitura de Miracema, preocupada com a situação das queimadas no município e no Estado, implantou a brigada de incêndio para prevenção e combate ao fogo, remunerada há mais de 10 anos. Dos 139 municípios do Estado, apenas 64 realizam serviços de brigada. As informações são da Defesa Civil do Tocantins. Desde janeiro, o Estado já acumula mais de 6,4 mil focos de queimadas.

    De acordo com relatório da Brigada Municipal de Prevenção, Controle e Combate do Fogo, que é vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, desde julho foram registrados 45 focos de incêndio, sendo 30 na zona rural e 15 na região urbana. Cerca de 40 focos causados por queima de lixo em quintais, tanto no perímetro urbano como na zona rural. Vários incêndios poderiam ter sido evitados.

    Segundo o coordenador da Brigada, Marcelo Pereira da Cruz, “as pessoas precisam ser mais conscientes e se preocuparem mais com o outro. A melhor defesa é o ataque. A prevenção e a educação são as nossas ferramentas mais eficazes, só assim, as pessoas tomarão a atitude correta, evitando queimadas, preservando o meio ambiente e a saúde de todos”, concluiu.



    Por: Juliana Carneiro


    Imprimir