Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    22/11/2019

    Polícia Civil cumpre mandados de prisão e faz buscas contra grupo suspeito de homicídios e tráfico de drogas

    Mandados da Justiça estão sendo cumpridos em Guaraí, na região central do estado. Ação foi chamada de Sicários; seis pessoas foram presas nas primeiras horas da manhã.

    Suspeitos presos pela Polícia Civil durante operação ©Dennis Tavares/SSP/Divulgação
    A Polícia Civil realiza na manhã desta sexta-feira (22) uma operação contra suspeitos de crime organizado, com atuação no tráfico de drogas e homicídios. Os mandados estão sendo cumpridos em Guaraí, na região central do estado. A ação policial foi chamada de Sicários. Até às 7h30, seis pessoas foram presas pelos agentes.

    São dez mandados de busca e apreensão e outras dez ordens de prisão emitidas pela Justiça. De acordo com o delegado Adriano Carrasco, a investigação começou em fevereiro após a morte de um casal e outros dois jovens na cidade.

    Depois deste crime, outros cinco homicídios foram registrados na cidade. "Conforme as investigações foram avançando, conseguimos prender um homem de iniciais T. G. de O, vulgarmente conhecido como Pipoca, que foi autor e teve participação nos cinco homicídios", afirmou.

    Os suspeitos presos nesta sexta-feira (22) seriam integrantes de uma organização criminosa de Goiânia (GO) e que prestava serviços para uma organização de renome nacional. "Essa organização meio que presta serviços terceirizados para outra organização, sendo esta maior e com ramificações em todo o País", afirmou o delegado.

    Participam da operação cerca de 50 agentes da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO), da 5ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado de Guaraí (DEIC - Guaraí), do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e unidade aérea do Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPAER.

    A operação ganhou o nome de Sicários porque a palavra significa "crueldade, sedento de sangue, facínora, sanguinário".

    Por G1 


    Imprimir