Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    04/12/2019

    Coordenação de Jornalismo e Sindjor-TO promovem rodas de conversa sobre a Profissão Jornalista

    ©DIVULGAÇÃO
    O dia 4 de dezembro de 2019 foi escolhido pela Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj) como o Dia Nacional de Luta em Defesa do Jornalismo provocado pela MP 905/19, que prevê, dentre outras medidas, o fim do registro profissional para 14 categorias, entre elas a de jornalista. 

    Nesta quarta-feira (4), o curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (Jor/UFT) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins (Sindjor-TO) promovem dois momentos de conversa com a comunidade acadêmica em favor da profissão de jornalista, e da necessidade de manutenção do registro como ferramenta de formalização desse trabalho. As rodas de conversa são abertas para alunos, servidores e comunidade externa. 

    Pela manhã, a coordenadora do curso de Jornalismo, Valquíria Guimarães, e a presidente do Sindjor-TO, Alessandra Bacelar, mediaram a conversa que ocorreu no Complexo de Jornalismo da UFT, e contou com a presença de docentes do curso, alunos e ex-alunos. Uma segunda roda de conversa ocorre às 18 horas, também no Miniauditório I do Complexo de Jornalismo, no Câmpus de Palmas.

    Fonte: Precisa Assessoria de Comunicação



    Imprimir