Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    18/12/2019

    Fabrício Queiroz e ex-assessores de Flávio Bolsonaro são alvos de operação no RJ

    Suspeita é sobre época em que o hoje senador era deputado estadual do RJ. Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente, está entre os alvos. 

    Coaf cita pagamento de título bancário de R$ 1 milhão em relatório sobre Flávio Bolsonaro — Foto: Reprodução/JN
    Ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), entre eles Fabrício Queiroz, são alvo de mandados de buscas e apreensão na manhã desta quarta-feira (18).

    Também são investigados parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido-RJ).

    As medidas fazem parte da investigação da suspeita de que havia a "rachadinha" -- um esquema de repartição de salários -- no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), onde ele foi deputado estadual por quatro mandatos.

    O G1 ligou às 7h20 para o telefone de Ana Cristina Valle, mas estava desligado. Foi enviada uma mensagem às 7h26 e não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

    A força-tarefa obteve na Justiça, em maio, a quebra dos sigilos fiscal e bancário de 96 pessoas e empresas -- incluindo Queiroz e Flávio.

    A investigação foi instaurada em 31 de julho do ano passado, meses depois que o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf, hoje Unidade de Inteligência Financeira) enviou um relatório ao MP com movimentação atípica de Queiroz num total de R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

    O caso ficou parado de julho até novembro, aguardando decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a legalidade do compartilhamento dessas informações sem autorização judicial.

    O STF aprovou no mês passado a tese para o compartilhamento.

    As medidas cautelares desta quarta atingem sobretudo ex-assessores que também tiveram quebrado pelo Tribunal de Justiça do Rio em abril. Ao todo, na ocasião, 96 pessoas e empresas foram alvo da decisão da 27ª Vara Criminal do Rio, Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau.

    Quem são os investigados

    No Rio

    Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-chefe de segurança de Flávio Bolsonaro;

    Em Resende

    Nove parentes de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher de Bolsonaro, que foram lotados no gabinete de Flávio entre 2003 e o ano passado:

    • José Procópio Valle, ex-sogro de Bolsonaro;
    • Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada de Bolsonaro;
    • Francisco Diniz, primo;
    • Daniela Gomes, prima;
    • Juliana Vargas, prima;
    • Guilherme dos Santos Hudson, tio;
    • Ana Maria Siqueira Hudson, tia;
    • Maria José de Siqueira e Silva, tia;
    • Marina Siqueira Diniz, tia.

    Por G1 Sul do Rio e Costa Verde

    Imprimir