Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    01/02/2020

    Cantor sertanejo morre após bater motocicleta em poste na volta de show em Cuiabá

    Ele perdeu o controle da moto, bateu no meio-fio e foi arremessado no poste.

    Lindenberg de Medeiros Malaquias, conhecido como Samuel, pilotava uma motocicleta, atingiu um poste e morreu, em Cuiabá ©Instagram/Reprodução
    Um cantor sertanejo morreu na madrugada deste sábado (1º) depois que sofreu um acidente na Avenida Dante de Oliveira (antiga Avenida dos Trabalhadores), em Cuiabá.

    De acordo com a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Lindenberg de Medeiros Malaquias, de 29 anos, conhecido como Samuel, pilotava uma motocicleta Biz, atingiu um poste e morreu.
    Dupla Gustavo e Samuel ©Instagram/Reprodução
    O cantor havia acabado de sair de um show em um bar sertanejo no bairro Jardim Europa, na capital mato-grossense. Ele fazia dupla com o cantor Gustavo, com quem se apresentou na noite de sexta-feira (31) no estabelecimento.

    Segundo a perícia feita no local, o motociclista perdeu o controle, bateu no meio-fio e o corpo foi arremessado no poste.
    Lindenberg de Medeiros Malaquias, conhecido como Samuel © Brígida Mota/TV Centro América
    Devido à gravidade dos ferimentos, ele acabou morrendo antes de ser socorrido. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas os médicos constaram a morte.
    Moto do cantor e a ambulância do Samu no local do acidente, em Cuiabá ©Deletran/Assessoria
    De acordo com amigos, o cantor Samuel havia se casado há pouco tempo e a mulher dele está grávida do primeiro filho deles.

    O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá.
    Cantor atingiu poste e morreu em Cuiabá ©Deletran/Assessoria
    A dupla faria um show neste sábado na cidade de Cáceres, a 220 km de Cuiabá.

    A morte de Samuel foi comunicada também na rede social oficial da dupla. Ainda não há informações sobre o local e horário do velório dele.


    Por Brígida Mota e Denise Soares, TV Centro América e G1 MT

    Imprimir