Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    28/02/2020

    CORONAVÍRUS| Primeiro cachorro a apresentar teste positivo na Pomerânia

    Cão foi colocado em quarentena e permanecerá lá por 14 dias, de acordo com a imprensa internacional; a dona do animal foi contaminada pelo vírus

    ©REPRODUÇÃO
    Um cachorro da raça Lulu da Pomerânia foi diagnosticado com um "baixo nível" de coronavírus, de acordo com o governo de Hong Kong. As informações são da revista americana Time.

    A imprensa local conta que a chinesa Yvonne Chow Hau Yee, que está com a doença, levou o animal de estimação para uma avaliação em uma clínica veterinária onde a suspeita foi confirmada.

    O jornal "Daily Mail" afirma que o cachorro não apresentou "sintomas relevantes", mas que, mesmo assim, deverá ficar durante 14 dias em um centro de vigilância veterinária.

    As autoridades realizarão mais testes para confirmar se o cão realmente foi infectado com a doença ou se o resultado positivo aconteceu por causa da contaminação no ambiente.

    "Não temos evidências de que animais de estimação possam ser infectados com o vírus COVID-19 ou que possam infectar humanos", disse o comunicado oficial.

    O cão seria o primeiro caso de um animal de estimação com o vírus. O surto global já infectou mais de 82 mil pessoas e matou mais de 2.800.

    O governo de Hong Kong recomendou fortemente que animais de estimação de pacientes com a confirmação do vírus também sejam colocados em quarentena.

    Fonte: Revista Time

    Imprimir