Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    27/02/2020

    Governo assina termo cooperação com prefeituras que vai beneficiar abrigo em Gurupi

    O Abrigo Renascer recebe crianças e adolescentes que necessitam de atenção especial, em Gurupi e outros 12 municípios

    Nove municípios já assinaram o termo de cooperação ©Leandro Pinheiro
    Com proposta de garantir a manutenção de abrigo institucional para crianças e adolescentes que estão sob medida de proteção e em situação de risco pessoal, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), assinou, de janeiro até o momento, os termos de cooperação técnica com nove prefeituras vinculadas ao Abrigo Institucional Lar Renascer.

    A previsão é para que até o mês de março todos os municípios tenham assinado os termos de cooperação, de acordo com a gerente do Setor de Proteção Especial da Setas, Canilda Cruz. 

    No total são 13 municípios ligados ao abrigo, sendo que 12 são vinculados ao município sede de Gurupi: Jaú do Tocantins, Palmeirópolis, São Salvador do Tocantins, Aliança do Tocantins, Cariri e Santa Rita do Tocantins, Peixe, Figueirópolis, Crixas, Sucupira, São Valério do Tocantins e Dueré. 

    Para o secretário da Setas, José Messias Araujo, essa parceria é fundamental para dar continuidade aos serviços e atender as demandas. “A assinatura do termo de cooperação assegura a manutenção do abrigo institucional e ao mesmo tempo garante vagas no abrigo para os municípios”, informou o secretário.

    Cofinanciamento

    Em dezembro de 2019, o Governo do Tocantins repassou para o abrigo, recursos oriundos do Governo Federal, no valor de R$ 60 mil. Além de cofinanciar, de forma regionalizada, o abrigo institucional, o Estado capacita profissionais do acolhimento da sede e realiza visitas técnicas para monitoramento da execução das ações nos 12 municípios vinculados. 

    Lar Renascer

    A Casa está localizada em Gurupi, sul do estado, e recebe crianças e adolescentes dos 13 municípios. O abrigo tem capacidade de receber um total de 20 pessoas, sendo que 10 vagas são cofinanciadas pelos governos Federal e Estadual e direcionada às prefeituras vinculadas ao abrigo.

    Por: Eliane Tenório


    Imprimir