Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    29/02/2020

    MIRACEMA| Republicanos anunciam apoio a Saulo Milhomem

    ©DIVULGAÇÃO
    Em evento bastante concorrido realizado nesta sexta-feira, 28, na sede do legislativo miracemense, quando foi apresentada a nova comissão provisória do partido em Miracema do Tocantins, os Republicanos anunciaram total apoio ao prefeito Saulo Milhomem caso ele decida ser candidato à reeleição em 2020.

    As afirmações foram feitas pelo presidente da agremiação no estado, o ex Deputado Federal e atual secretário de agricultura do Tocantins, César Hallum, Deputado Estadual Ricardo Ayres e pelo novo comandante da comissão provisória Jessé Nascimento.

    O Plenário Sebastião Borba Santos, na Câmara de Vereadores, esteve lotado de populares, autoridades como vereadores, secretários, presidentes de partidos como o PP, PC do B, prefeito Saulo Milhomem e pré-candidatos ao legislativo em 2020.

    Para o Deputado Ricardo Ayres, que deverá se filiar à sigla, o apoio a uma eventual candidatura de Saulo é devido ao que está sendo realizado na cidade pela gestão.

    "O Saulo tem com sua equipe superado as dificuldades e implantado com responsabilidade uma ótima administração nesse momento difícil que o Brasil atravessa", disse.

    Por outro lado, César Halum disse que a decisão foi tomada em consenso.

    "Daqui para frente vamos caminhar com o Saulo, pois é o melhor nome para o município", pontuou.

    Saulo Milhomem

    O prefeito de Miracema em sua fala registrou a parcela de contribuição de todos que comandaram o município como chefes do executivo e agradeceu a todos que estão demonstrando simpatia em uma possível candidatura sua.

    Saulo afirmou que o grupo irá decidir, e caso faça opção pelo seu nome estará à disposição.

    "Estou muito feliz por tudo que está acontecendo. Estamos recebendo lideranças, conversando com partidos, e ao mesmo tempo cumprindo o nosso papel de bem administrar a cidade, e tenho certeza, que iremos construir um grande projeto para o futuro de Miracema com a participação de todos", comentou.






    ASSECOM


    Imprimir