Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    07/03/2020

    Bebê nasce com 'língua gigante' e quase morre sufocado

    Problema só foi descoberto após o parto, e os médicos alertaram aos pais que o bebê poderia não resistir

    ©Exclusive Pix/ Daily Mail/ Reprodução
    Um tumor na língua fez com que um bebê quase morresse sufocado após nascer. O caso ocorreu em Madhya Pradesh, na Índia, e terminou com um final feliz após os médicos conseguirem reduzir o tamanho do órgão do pequeno Aparajit Lodhi.

    De acordo com especialistas, o bebê sofria com a chamada macroglossia, uma anomalia que faz com que a língua cresça a um tamanho maior que a cavidade bucal. O problema só foi descoberto após o parto, e os médicos alertaram aos pais que o filho poderia não resistir por muito tempo.

    “Fiquei horrorizada ao ver que sua própria língua preenchia toda sua boca. Ele chorosa copiosamente”, afirmou a mãe de Aparajit, Mini Lodhi, de 28 anos, segundo reportagem do site Daily Mail. “Eu sabia que ele estava com dor e também com fome, mas não podia fazer nada. Não podia compartilhar da dor ou cuidar dele porque o supercrescimento tinha fechado sua boca.”

    Apesar de tudo isso, a família e os médicos não iriam desistir da vida de Aparajit. Ele foi colocado em um aparelho que o ajudava a respirar e, quatro dias depois do nascimento, passou por uma cirurgia de redução da língua.
    Exclusive Pix/ Daily Mail/ Reprodução
    Médicos conseguiram retirar todo o tumor da língua e manter a funcionalidade do órgão do pequeno Aparajit Lodhi

    “Ele não era capaz de sugar nada por causa de sua língua ‘gigante’. É uma condição rara que ocorre em um a cada 500 mil bebês”, afirmou Dr. Agarwa, que liderou a operação. “Não apenas depois do nascimento, ele não foi capaz de sugar nada nem mesmo dentro do útero. Depois da cirurgia, conseguiu fazer isso pela primeira vez.”

    O procedimento durou duas horas. Os médicos precisaram retirar todo o tumor ao mesmo tempo em que deveriam tomar cuidado para não acabar com a funcionalidade do órgão.

    “Finalmente, eu pude cuidar do meu bebê após quatro longos dias. Foi a primeira vez, pude aproveitar a alegria da maternidade e ver um sorriso no rosto do meu anjinho. Estamos tão aliviados agora”, completou a mãe.


    Fonte: Saúde - iG

    Imprimir