Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    18/03/2020

    CAPITAL| Prefeita fala sobre Decreto que traz novos padrões de procedimento para enfrentar a Covid 19

    Anúncio foi feito durante entrevista coletiva que contou com a participação do secretário de Saúde e da diretora de Vigilância em Saúde

    ©DIVULGAÇÃO
    Os novos padrões de procedimentos que a Prefeitura de Palmas passa a adotar a partir desta quarta-feira, 18, para conter o avanço do Coronavírus – Covid 19 foram anunciados no início desta noite pela Prefeita Cinthia Ribeiro, durante entrevista coletiva on-line. A gestora estava acompanhada do secretário de Saúde Daniel Borini e da Diretora de Vigilância em saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Marta Malheiros. Até o momento, Palmas possui um caso positivo para a Covid 19, oito sendo investigados e 12 descartados.

    Na ocasião Cinthia Ribeiro falou sobre o Decreto Nº 1.859, publicado no diário Oficial do Município desta quarta-feira, 18, que define padrões de procedimentos que visam prevenir a infecção pela Covid 19. A gestora ressaltou que o momento é de união e esforço coletivo e não de pensar em protagonismo pessoal. Ela falou ainda da importância de todo cidadão adotar o isolamento social, para a proteção individual e das pessoas de seu entorno.

    Já o secretário Daniel Borini disse que todas as medidas de prevenção estão sendo adotadas para proteger a população e que o município está agindo conforme os protocolos orientados pelo Ministério da Saúde (MS) e pela Organização Municipal de Saúde (OMS).
    ©DIVULGAÇÃO
    Ele explicou ainda que a Semus está acompanhando rigorosamente todos os casos suspeitos e reafirmou que na manhã desta quarta-feira, 18, foi confirmado o primeiro caso positivo de Covid 19 na Capital. Trata-se de uma mulher de 42 anos, que esteve no dia 8 de março em Fortaleza (CE), em um congresso, mas que não havia procurado a rede para os procedimentos.

    A moradora de Palmas, que atestou positivo, ainda teria optado pelo auto isolamento desde que sentiu os primeiros sintomas e fez o exame na rede privada, comunicando ao poder público do ocorrido só após receber o resultado.

    O secretário garantiu que todas as medidas de prevenção sobre este caso específico estão sendo adotadas, a exemplo da busca ativa por pessoas que tiveram contato com a paciente, para que estas sejam acompanhadas e orientadas sobre a quarentena.

    Ele falou ainda que o Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) reativado no último sábado, 14. “É uma estratégia que o Ministério da Saúde já preconiza. Para todos os eventos que envolvem emergência em saúde pública temos a prerrogativa de ativá-lo e foi o que fizemos”, ressaltou.

    Ele disse ainda que na terça-feira, 17, a Prefeitura de Palmas reeditou o seu plano de contingência. “Desde o mês de janeiro, quando começaram a surgir os casos da Covid 19 no mundo já nos preparamos para este momento, com o plano de contingência que informa sobre todos os serviços e seus fluxos”, assegurou.

    A diretora Marta Malheiros explicou que a Prefeitura tem em sua rotina as ações de vigilância e que foram reforçadas com o evento do Coronavírus. “Na prática fazemos o monitoramento diário 24 horas e orientamos os profissionais sobre os procedimentos que devem ser adotados para cada caso e, também, após a notificação tem o acompanhamento diário”, explicou.

    Segundo Marta Malheiros na outra ponta tem o acompanhamento de pessoas que chegam de viagens ao exterior, repassando as orientações e em caso de necessidade com a coleta de material para exames, que são encaminhadas ao Laboratório Central do Tocantins (Lacen), até o recebimento dos resultados.

    “Os dados com que estão municiando o Coes são diários e incluem as redes públicas e privadas, por isso nossa atualização algumas vezes são mais rápidas que o Ministério da Saúde”, explicou ela, acrescentando que este é também mais um fator de segurança para o palmense.

    Educação

    Sobre a suspensão das aulas na rede pública, a prefeita esclareceu que enquanto durar a instabilidade causada pelo novo Coronavírus, as unidades escolares do município continuam fechadas. Ela disse também que o município está estudando uma forma de garantir a segurança alimentar das crianças de famílias em condições de vulnerabilidade social.



    Ao final da coletiva a prefeita Cinthia Ribeiro reforçou que Palmas precisa contar com o apoio da sociedade para sair fortalecida da crise. “Esse é o momento que precisamos nos dar as mãos para que possamos sair dessa área de risco e controlar da melhor forma possível o avanço da doença”, destacou.

    Desenvolvimento Urbano

    Além do Decreto Nº 1.859, o DOM também trouxe na edição desta quarta-feira, 18, a Portaria 076/2020 que suspende o atendimento presencial na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedurs) para serviços que possam ser realizados, por telefone, ou via e-mail.

    A intenção também é resguardar a população da infecção pelo novo Coronavírus. A suspensão anunciada é de 30 dias, mas poderá ser prorrogada, caso perdure a situação de pandemia definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

    A recomendação ao usuário dos serviços da Sedurs é que os serviços sejam procurados por meio dos telefones (63) 3212-7580, 7583, 7590, 7591 e 7592. E para agilizar o atendimento o usuário deve informar número do processo, serviço solicitado e questionamento/dúvida. No caso do atendimento não ser finalizado de imediato é preciso deixar um número de contato para que um técnico da Secretaria retorne com a solução, posteriormente.

    Os serviços de análise de projetos, ordenamento urbano, uso e ocupação do solo e georreferenciamento devem ser procurados preferencialmente pelos e-mails diretoriadeurbanismo.pmp@gmail.com e fiscalizacaourbana@palmas.to.gov.br .

    A diretora de Urbanismo, Débora Buratto orienta que para facilitar o atendimento o e-mail seja enviado no seguinte padrão: No campo Assunto colocar o nome do serviço desejado, conforme nomenclatura definida pela Sedurs e que pode ser conferido neste link. Já no corpo do e-mail devem ser informados número do processo, CCI, interessado, endereço, assunto (tipo de serviço) e telefone para contato.

    Em seguida o interessado deve apresentar a solicitação e/ou dúvida, com a maior clareza possível. Também podem ser anexadas fotos para auxiliar o técnico no atendimento da demanda.

    Por: Georgethe Pinheiro


    Imprimir