Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    05/03/2020

    Governador Mauro Carlesse debate com BRB linha de crédito de R$ 1 bilhão para o Tocantins

    Audiência entre Governador e Presidente do Banco de Brasília (BRB) ocorreu nessa quarta-feira, 4, no Distrito Federal

    Reunião teve objetivo de debater uma linha de crédito para empréstimo no valor de R$ 1 bilhão para investimentos em infraestrutura no Estado ©Jéssica Matos 
    O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, esteve em Brasília (DF), nessa quarta-feira, 4, para audiência com o presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa. O intuito da reunião foi debater uma linha de crédito para empréstimo ao Tocantins no valor de R$ 1 bilhão para investimentos em infraestrutura no Estado.

    O governador Carlesse destacou que os recursos serão utilizados em investimentos para duplicação de rodovias, construção de pontes, melhorias urbanas e de hospitais. Obras que contribuirão para complementar a infraestrutura do Estado. "O BRB é um banco que tem nos passado segurança para avançar em negociações que vão fomentar ainda mais economia do Tocantins. Nós estamos buscando esses recursos com intuito de promover melhorias e trazer desenvolvimento em vários setores, de forma justa e municipalista", afirma.

    O Presidente do Banco de Brasília demonstrou-se favorável à liberação de recursos, já que o Estado possui contas equilibradas, capacidade de adquirir novos empréstimos e de pagamento.

    Acompanharam o governador Mauro Carlesse durante a reunião o secretário de Estado de Parcerias e Investimentos, Claudinei Quaresemin; o secretário de Estado da Fazenda e Planejamento, Sandro Henrique Armando; e o secretário Executivo do Planejamento e Orçamento, Sergislei Silva Moura.

    Banco de Brasília no Tocantins

    O Tocantins será o primeiro estado da região Norte do Brasil a ter instalações do BRB. A instituição possui linhas de crédito voltadas para o agronegócio e a aquisição de equipamentos, juros competitivos no financiamento da casa própria e em empréstimos consignados para os servidores públicos, além de interesse em formatar parcerias com o Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev) e a Agência de Fomento.

    Por: Jéssica Matos

    Imprimir