Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    23/03/2020

    PANDEMIA| Após casos de coronavírus, Prefeitura de Palmas decreta estado de calamidade pública

    Houve mudança no uso de transporte coletivo, funcionamento em estabelecimentos comerciais e outros. Palmas tem cinco casos confirmados de coronavírus.

    ©DIVULGAÇÃO
    Após confirmações de casos de coronavírus na capital, a Prefeitura de Palmas decretou estado de calamidade pública e novas medidas restritivas passaram a valer na capital neste domingo (22). Entre as mudanças está o uso do transporte público e como devem funcionar os estabelecimentos comerciais que permanecem abertos. Veja abaixo.

    As medidas são para evitar aglomeração de pessoas e impedir a propagação da Covid-19. Conforme o Diário Oficial deste domingo (22), o novo decreto também abre crédito extraordinário em favor da Secretaria Municipal da Saúde, no valor de R$ 26,3 milhões para fins de combate à pandemia do novo coronavírus.

    Serviço de transporte coletivo
    • Ônibus públicos ou privados devem circular com metade da capacidade de usuários sentados
    • Limpeza diária nos veículos com produtos que impeçam a propagação do novo coronavírus
    • Os automóveis precisam estar sempre com alçapões de teto e janelas abertas
    • Passageiros devem ter acesso a álcool em gel 70% no início e no final das viagens
    Atividades internas em estabelecimentos
    • Distância mínima os trabalhadores deve ser de 2 metros
    • Organização de escala de revezamento para evitar aglomeração
    O decreto reafirma que shoppings, feiras, cinemas, academias entre outros devem permanecer fechados.

    Velórios e cortejos fúnebres

    • Participam de velórios e cortejos fúnebres de até do terceiro grau de parentesco
    • Uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel
    • Obedecer ao distanciamento entre as pessoas
    Fornecedores de alimentos e remédios
    • Limitar quantidade de compra dos produtos essenciais para alimentação, saúde e higiene
    • Horários e setores exclusivos para atendimento de idosos
    • Limitação da entrada de pessoas por vez para manter distanciamento

    Por G1 Tocantins


    Imprimir