Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    21/03/2020

    PANDEMIA| Prefeitura confirma segundo caso de coronavírus em Palmas

    Exame feito em laboratório privado confirmou a infecção. Paciente chegou a ficar internada na UTI de um hospital particular, após piora no quadro de saúde.

    ©DIVULGAÇÃO
    A Prefeitura de Palmas confirmou o segundo caso de coronavírus na capital. Segundo o município, o exame que apontou a contaminação pelo vírus foi feito em um laboratório particular e o resultado foi divulgado na noite desta sexta-feira (20). A paciente chegou a ficar internada em uma UTI, conforme a nota.

    A prefeitura não informou a idade da vítima e nem de que forma ela pode ter sido infectada. Mas disse que o caso já havia sido notificado pela Secretaria Municipal de Saúde e a paciente estava em observação domiciliar.

    A nota informa também que a paciente teve piora no seu quadro e foi internada no leito de UTI de um hospital particular, mas que teve alta nesta sexta-feira.

    "Todas as pessoas que tiveram contato mais próximo com esta paciente estão sendo monitorados e os dados repassados ao Ministério da Saúde que, posteriormente, informa à instância estadual, como é o protocolo", diz a nota.

    O município reforçou a recomendação para que a população permaneça em casa, em isolamento social, a fim de evitar a propagação do coronavírus. Destacou também que está dedicando todos os esforços para manter sob controle a proliferação do vírus na cidade.

    O primeiro caso

    O primeiro caso de infecção foi confirmado na última quarta-feira (18). A advogada Kellen Pedreira do Vale, de 42 anos, está em isolamento domiciliar e disse que está se recuperando bem. Ela descobriu infecção pelo Covid-19 após chegar de um congresso em outro estado. O exame também foi feito em um laboratório particular.

    "Mexe muito com seu emocional. Ontem fiquei muito emocionada, muito triste, nervosa, chorei muito porque, ao mesmo tempo em que vem o sentimento de doença, as dores físicas, vem o emocional, o sentimento de culpa, o medo de ter passado para os amigos, meus filhos, marido e as pessoas que tive contato", disse.

    Por G1 


    Imprimir