Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    13/03/2020

    SAÚDE| Prefeitura de Palmas realiza ações integradas e educativas para prevenir o novo coronavírus (COVID19)

    ©DIVULGAÇÃO 

    O agravamento da crise mundial provocada pelo avanço do novo coronavírus (Covid-19) mobilizou órgãos da Prefeitura de Palmas para tomar medidas que visam tranquilizar a população e também reforçar as ações preventivas. Os gestores das pastas da Saúde, Educação, Mobilidade Urbana, Comunicação, Desenvolvimento Urbano, Fundação Cultural e Desenvolvimento Econômico estiveram reunidos nessa quinta-feira,12, para encaminhar algumas medidas que já começaram a ser executadas no município.

    A primeira ação integrada entre as áreas da Saúde e da Educação ocorreu na manhã desta sexta-feira, 13, na Escola Almirante Tamandaré, reunindo 78 diretores das unidades escolares da Capital. A diretora de Vigilância em Saúde da Semus, Marta Malheiros, reforçou para o público presente a importância da higiene dos ambientes escolares, da lavagem correta das mãos (com água e sabonete/sabão) e da utilização de álcool em gel por todos os frequentadores das escolas.
    ©DIVULGAÇÃO
    A Secretária Municipal da Educação (Semed), Cleizenir dos Santos, disse também que os ambientes das escolas serão mantidos bem arejados e (por enquanto) festas, eventos e aglomerações estão suspensos. “Nosso objetivo é também acalmar os pais e alunos, mostrando que as escolas municipais estão focadas na prevenção do novo coronavírus, gripes e outras doenças”, disse a secretária, acrescentando que, a princípio, as aulas serão mantidas normalmente nas escolas municipais. 

    As próximas ações integradas serão feitas no Parque da Pessoa Idosa de Palmas, nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), feiras, secretarias municipais e no Espaço Cultural. Além disso, estão sendo programadas ações educativas junto ao público usuário do transporte coletivo. Nos próximos dias haverá ainda a distribuição de material informativo voltado para a divulgação dos cuidados com o novo coronavírus e explicando qual é o fluxo de atendimento dos casos suspeitos na rede municipal de saúde.


    SECOM/SEMUS


    Imprimir