Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    16/04/2020

    Barroso é eleito presidente do TSE e assume em maio

    O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, durante sessão de julgamento. Brasília, 25 de junho de 2019 ©Nelson Jr./SCO/STF
    Por seis votos a um, em uma sessão secreta, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito nesta quinta-feira (16) presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Barroso tem pela frente o problema da pandemia, que pode adiar as eleições. "A gente não deve fechar os olhos à realidade. Se chegarmos em junho sem um decréscimo substancial da pandemia, é possível ter que fazer esse adiamento, que não deve ser por um período mais prolongado do que o absolutamente necessário para fazerem eleições com segurança. Gostaria de trabalhar com a ideia de que não seja necessário adiar e que, se necessário, que estejamos falando de algumas semanas e nada mais do que isso”, já afirmou em lives. 

    Além do temor de que, diante do avanço da epidemia, as eleições não possam ser realizadas, uma vez que elas geram aglomerações e poderiam causar a infecção de milhares de pessoas, também existe o receio de que, em meio ao crescimento no número de casos, os testes com as urnas eletrônicas feitos antes do pleito não possam ser realizados, o que inviabilizaria a realização das eleições. 

    Sobre isso, o ministro Barroso já afirmou que o TSE monitora o avanço da epidemia e que vai aguardar até junho para que uma decisão seja tomada.

    Por: Gabriela Coelho Da CNN, em Brasília


    Imprimir