Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    15/04/2020

    PANDEMIA| Servidora da saúde de Palmas é a primeira morte por Covid-19 no Tocantins

    Romana era assistente social servidora da Secretaria Municipal de Saúde e estava internada em estado grave em um hospital particular da Capital.

    ©ARQUIVO PESSOAL
    Francisca Romana Sousa Chaves, de 47 anos, é a primeira vítima fatal decorrente de infecção causada pelo coronavírus (Covid-19) no Estado do Tocantins. O anúncio foi feito pela Prefeitura Municipal de Palmas, no final da noite desta terça-feira, 14.

    Romana era assistente social servidora da Secretaria Municipal de Saúde e estava internada em estado grave na UTI de um hospital particular da Capital. Ela era hipertensa e foi o segundo caso confirmado do Tocantins.

    A vítima foi internada no último dia 18 de março e seu caso era acompanhado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), desde a coleta do exame, para confirmação da doença.

    Prefeitura lamenta

    A gestão da Capital, em comunicado, declarou que o momento é duplamente de luto para Palmas, pois além de tratar-se da primeira pessoa que vem a óbito pelo coronavírus no Tocantins, também deixa o quadro de servidores públicos municipais incompleto e com um profundo sentimento de perda.

    Francisca Romana era servidora efetiva da Prefeitura de Palmas desde 2005, teve uma atuação expressiva no combate à violência, inclusive sendo nomeada presidente do Núcleo de Prevenção e Assistência a Situações de Violência de Palmas (Nupav).

    “Essa é a notícia que eu jamais queria dar, mas como prefeita não poderia me ausentar num momento doloroso como esse. Faleceu agora a noite a servidora do Município, Francisca Romana Sousa Chaves, 47 anos, vítima da Covid-19. Em nome de todos os servidores do Município, transmito nossos sentimentos aos familiares e amigos da Romana. Iremos honrar tudo o que nossa querida servidora fez pela saúde pública, lutando como ela pela diminuição de perdas humanas e afetivas pelo coronavírus. Romana foi uma guerreira ao se expor involuntariamente para nos defender. O seu exemplo será inspiração para seguirmos em frente, redobrando todas as medidas que forem necessárias, seja o isolamento social ou qualquer outra, para que a vida seja sempre o primeiro valor a ser defendido. No exercício da sua profissão, Romana cumpriu com fidelidade seu compromisso de ajudar a salvar vidas. Que agora ela possa descansar em paz”, disse a prefeita Cinthia Ribeiro.

    O secretário da Saúde de Palmas, Daniel Borini, lamentou o falecimento da colega de trabalho, com quem conviveu profissionalmente por muito tempo. “Lamentamos o falecimento da Romana, e que para nós da Secretaria Municipal de Saúde, muito antes de ser uma primeira morte por Covid-19 no município de Palmas, é uma perda de uma servidora da Saúde que sempre se dedicou a construir uma melhor condição de vida para nossa população. Profissional dedicada, competente, amiga e doce, Romana participou de toda a construção da vigilância em saúde do município de Palmas conosco. Que Deus abençoe o coração dos familiares!”

    Diante desta notícia, a Prefeitura de Palmas pede para a adesão voluntária às recomendações de isolamento social e autoproteção, com práticas de higiene pessoal, recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde (MS) e pela Semus.


    Imprimir