Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    13/04/2020

    Suspeito de estuprar a própria sobrinha é preso pela Polícia Civil em Axixá

    Além de ser suspeito do crime de estupro, o homem é fugitivo da Comarca de Colinas – MA, onde responde por latrocínio.

    ©ILUSTRAÇÃO
    A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis de Araguatins (DEAM-V), cumpriu nesta segunda-feira, 13, no município de Axixá do Tocantins-TO, Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de um homem de 46 anos, que havia empreendido fuga após ser flagrado por sua companheira estuprando a sobrinha dela de apenas 10 anos de idade.

    De acordo com o delegado Eduardo Morais Artiaga, após o ocorrido, a companheira do flagrado resolveu contar para os seus familiares que foram até o Quartel da Polícia Militar e relataram o caso. De imediato, a PM designou uma equipe para ir até o local do crime (Projeto de Assentamento Rancho Alegre município de Araguatins), mas ao avistar a viatura, o homem conseguiu fugir.

    Ao tomar conhecimento dos fatos, a autoridade policial titular da DEAM-V representou pela prisão preventiva do investigado junto ao Juízo da Comarca de Araguatins, que decretou o encarceramento do investigado.

    De posse do mandado de prisão, os agentes começaram a realizar serviço de inteligência até descobrirem o paradeiro do investigado, fato que resultou em sua prisão. De acordo com a equipe da DEAM-V, durante a apuração do crime, a enteada do investigado resolveu contar que era abusada pelo padrasto desde os cinco anos de idade e hoje encontra-se com 14 anos. A vítima relatou ainda aos policiais civis que, sempre que ficava a sós com o investigado, era abusada sexualmente.

    O serviço de inteligência apurou ainda que o homem é fugitivo há 20 anos da Cadeia Pública de Colinas - MA, onde respondia por latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Diante dos fatos, o indivíduo foi conduzido até a sede da 1ª DEAM-V, onde a autoridade policial deu cumprimento à ordem judicial. Após os procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.


    Fonte: SSP
    Por: Rogério de Oliveira

    Imprimir