Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    04/05/2020

    Campanha de vacinação contra febre aftosa teve início na sexta, 1º, e prossegue até dia 31

    Tocantins mantém o calendário de vacinação em maio com a previsão de vacinar 8,5 milhões de animais contra a doença

    Pra quem deixar de vacinar a multa é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de outras sanções ©Delfino Miranda
    A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa começou na sexta-feira, 1º, e prossegue até 31 de maio. Os produtores rurais deverão vacinar 8,5 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) independente da faixa etária. Em virtude da pandemia da Covid-19, o Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) estendeu a declaração da vacinação até o dia 31 de agosto, para evitar aglomerações de pessoas nas unidades da instituição que atenderá por agendamento.

    O Tocantins está há 23 anos livre da doença sem vacinação e tem juntado esforços para o avanço do status sanitário livre da enfermidade sem vacinação, previsto para ocorrer em 2021. O calendário da campanha foi mantido para manter o controle no trânsito de animais vacinados e não vacinados durante a sua movimentação entre estados com calendários diferentes. “Nesta etapa, a partir de 1º de maio, o trânsito de bovinos e bubalinos de outros estados para o Tocantins só será permitido mediante comprovação da vacinação contra febre aftosa”, disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

    A declaração da vacinação, que seria realizada até 10 dias após a compra da vacina, foi estendida até o dia 31 de agosto. Portanto, o produtor rural tocantinense terá 120 dias para realizar a obrigatoriedade. Porém, se ele desejar transitar os animais terá de comprovar a vacinação para então emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento obrigatório para movimentação do rebanho.

    Para declarar, o produtor terá que apresentar a nota fiscal da vacina e a carta-aviso preenchida com dados dos rebanhos existentes na propriedade rural. O atendimento será feito de forma agendada no escritório da Adapec de sua preferência, em horário comercial das 8 às 14 horas.

    Pra quem deixar de vacinar a multa é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de outras sanções.

    Lançamento virtual da campanha antiaftosa

    O lançamento oficial dessa etapa realizado tradicionalmente em propriedade rural, este ano será feita por meio de uma live institucional, na terça-feira, 5, às 15 horas, nas páginas oficiais do Governo do Tocantins no Youtube e Instagram.

    A transmissão contará com a participação do governador do Tocantins Mauro Carlesse, do presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha e do secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, César Halum.

    Por: Dinalva Martins


    Imprimir