Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    29/05/2020

    CAPITAL| Programa Melhor Caminho assegura o melhoramento de mais de três mil quilômetros de estradas vicinais em Palmas

    ©DIVULGAÇÃO
    Nos primeiros cinco meses de 2020, a Prefeitura de Palmas garantiu a recuperação total de 3.150 quilômetros de estradas vicinais com encascalhamento e patrolamento, por meio do Programa Melhor Caminho. A Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder) também construiu duas pontes de concreto localizadas sob o Rio Taquaruçuzinho e Vão do Mutum, reformou dois bueiros e construiu quatro novos.

    Os bueiros estão localizados na região do São João, Vão do Macacão e no Vale do Vai Quem Quer, que dá acesso às cachoeiras do Amor e Sambaíba.

    As estradas recuperadas até o momento dão acesso aos projetos de assentamento Entre Rios, Mariana e Sítio; região do Jaú 1, 2 e 3; Coqueirinho; Taquaruçu Grande; Vão do Macacão; São João; Chapadinha do Céu (ligação entre o assentamento Mariana até a Rodovia TO-265); Vale da Cachoeira e Parque do Lajeado. Além disso, os serviços abrangem o alargamento da estrada de acesso ao Eixão São Silvestre.

    Poços artesianos

    Em meados de junho deve ser concluída a obra de perfuração do poço artesiano no Projeto de Assentamento (P.A) Sítio. A caixa de água com capacidade para 30 mil litros já está instalada, bem como a rede de água com 8,6 mil metros de tubulação, que liga a caixa até as chácaras. O poço chegou à profundidade de 200 metros com vazão de 12 mil litros de água por hora. A conexão para dentro das casas será feita por cada morador.

    Ao todo, serão perfurados cinco poços artesianos de até 200 metros de profundidades, com sistema de distribuição de água de 12 mil litros por hora. Os locais que receberão os poços estão localizados nos projetos de assentamento Veredão, Sítio, São João, além da região do Santa Fé Rural e para as famílias da Vila Agrotins.

    Melhor Caminho

    O Programa Melhor Caminho é executado desde 2013 com objetivo de conservar os mais de quatro mil quilômetros de estradas rurais de Palmas. O benefício direto atenderá mais de seis mil chacareiros, além de garantir o escoamento da produção agrícola, principalmente da soja ao entorno de Buritirana.

    As ações de conservação de solo estão diretamente ligadas à proteção das micro-bacias hidrográficas responsáveis pela água potável que abastecem cerca de 80% das moradias da Capital.

    A atividade é feita anualmente e, por vezes, quando necessário, um mesmo trecho recebe o maquinário por mais de uma vez, dada a necessidade de garantir a qualidade de vida de quem mora na Zona Rural.

    SECOM


    Imprimir