Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    27/05/2020

    Governador Carlesse sanciona lei que proíbe contratação e nomeação, em cargos públicos, de condenados por crimes sexuais

    Publicação da lei ocorrerá nesta quarta, 27, no DOE

    Governador do Tocantins sancionou lei que proíbe a nomeação ou contratação de pessoa condenada por crime sexual ©ARQUIVO
    Será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 27, a lei nº 3.668, sancionada pelo governador do Tocantins, Mauro Carlesse, que proíbe a nomeação ou contratação de pessoa condenada por crime sexual contra criança ou adolescente para qualquer cargo que envolva trabalho com menores, bem como a lotação em unidade administrativa que lhes presta atendimento.

    Na lei são listados os crimes sexuais contra vulnerável previstos nos artigos 217-A a 218-C do Código Penal Brasileiro (CPB); os crimes previstos nos artigos 240 a 241-E do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); além de outros crimes de natureza sexual contra crianças ou adolescentes previstos na legislação do País.

    A proibição de nomeação ou contratação ocorre em todos os Poderes do Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário), além do Ministério Público (MPE), Tribunal de Contas (TCE) e Defensoria Pública (DPE).

    De acordo com a lei, a decisão perdura desde a condenação com decisão transitada em julgado até o cumprimento da pena. O texto é de autoria do deputado estadual Fabion Gomes e foi aprovado pela maioria dos parlamentares da Assembleia Legislativa do Tocantins (AL/TO).

    A lei entrou em vigor nesta quarta-feira, 27.

    Por: Jesuíno Santana Jr.


    Imprimir