Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    01/05/2020

    Kim Jong-un reaparece em público na Coreia do Norte após 20 dias, dizem agências

    Ditador norte-coreano compareceu a inauguração de fábrica de fertilizantes. É a primeira aparição dele em meio aos rumores sobre o estado de saúde.

    Kim Jong-un inaugura fábrica de fertilizantes em Pyongyang, na Coreia do Norte, neste sábado (2) ©KCNA via Reuters
    Após 20 dias, o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, reapareceu em público neste sábado (2) (horário local) na inauguração de uma fábrica de fertilizantes.

    A informação foi passada tanto pela agência estatal KCNA quanto pela sul-coreana Yonhap, que monitora o governo do país vizinho.

    É a primeira aparição pública de Kim desde 11 de abril. Após faltar às festividades de aniversário de Kim Il-sung — avô e fundador do regime norte-coreano —, rumores sobre um estado de saúde supostamente grave do líder correram pelo mundo.
    Última aparição pública de Kim Jong-un, ditador da Coreia do Norte, é uma fotografia em que aparece vistoriando aviões militares datada de 12 de abril ©KCNA/via Reuters
    Segundo informações de funcionários da Casa Branca repassadas à imprensa dos EUA, Kim passou por uma cirurgia cardiovascular. Havia relatos, inclusive, de que ele tinha "estado grave".

    Mesmo com a reaparição, o estado de saúde de Kim continua um mistério — nem a imprensa oficialista nem observadores de inteligência de países que monitoram a Coreia do Norte, como China e Estados Unidos, conseguem confirmar a real situação do ditador.

    Um alto conselheiro de segurança do presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, disse que Kim estava "vivo e bem". O conselheiro disse à emissora norte-americana CNN que Kim passa uma temporada em Wonsan — um resort no leste do país — desde 13 de abril. "Nenhuma movimentação suspeita foi detectada até o momento", afirmou.

    Por G1

    Imprimir