Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    13/05/2020

    Mais de 1.200 famílias da Capital já foram beneficiadas com entregas de cestas pelo Governo do Tocantins

    Entregas foram feitas em parceria com associações, igrejas, pastoral do idoso, sindicatos e a Secretaria Municipal de Assistência Social

    Entrega de cestas ao Cras de Palmas para serem entregues aos idosos na primeira etapa da ação ©Alexandre Alves
    O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) entregou nesta quarta-feira, 13, mais de 220 cestas básicas ao Sindicato dos Taxistas de Palmas. A ação é parte do atendimento emergencial que vem sendo realizado no Estado em decorrência da pandemia do Novo Coronavírus.

    Segundo o secretário da Setas, José Messias Araújo, assistir às famílias vulneráveis do Estado, bem como apoiar os trabalhadores que mais foram afetados com o isolamento social são as principais preocupações do Governo com a ação: “As entregas tiveram início em 21 de março e já atendemos, até o momento, mais de 42 mil famílias nos 139 municípios. Na primeira etapa os idosos foram beneficiados e agora o foco são os trabalhadores autônomos como os taxistas, mototaxistas, entre outros”, explica o gestor.
    Secretária geral do Sindicato dos Taxistas entrega cestas aos profissionais de Palmas
    A secretária geral do Sindicato dos Taxistas do Tocantins, Eunice Rodrigues da Silva, comenta que o apoio do Governo chega em boa hora: “Os taxistas não estão impedidos de trabalhar, mas a procura pelo serviço diminuiu muito com as recomendações de isolamento social e alguns deles já estão passando por dificuldades”. Além de Palmas, os taxistas de Araguaína, Gurupi e outros municípios do Estado receberam os donativos.
    Taxista Valdeci teve sua renda afetada em 80% com a Pandemia
    Taxista em Palmas há 16 anos, Valdeci Alves Nogueira, relatou o drama vivido por sua família composta por esposa e quatro filhos: “Meus rendimentos caíram em 80%, a gente sai para rua e não tem quem queira rodar, não entra o dinheiro, mas continuamos precisando das coisas. Não tenho nem como explicar, só temos que agradecer por essa cesta, vai ajudar muito.”
    Taxista de Palmas, Divanagoras Martins, agradeceu a iniciativa do Governo do Estado
    Divanagoras dos Santos, taxista na Capital há dez anos, reforça que sua renda caiu em cerca de 90% e que ficou difícil manter a família com esposa e filhos onde só ele trabalha fora: “Estou indo para o ponto e tem dias que faço uma corrida e outros que não faço nenhuma. A situação está desesperadora, só tenho a agradecer a iniciativa do Estado que vai garantir pelo menos o básico”.

    Atendimento em Palmas

    Na Capital já foram atendidas mais de 1.200 famílias e para garantir que as pessoas mais necessitadas recebessem os donativos, o Governo do Tocantins buscou a parceria de associações, igrejas, pastoral do idoso, casa de recuperação de dependentes químicos, sindicatos dos taxistas e mototaxistas e a Secretaria Municipal de Assistência Social.

    Para o projeto “Dar de Comer e Promover Cidadania”, da Arquidiocese de Palmas, foram entregues 300 cestas. De acordo com o arcebispo Dom Pedro, o Projeto faz a entrega mediante um cadastro de famílias vulneráveis, e completa: “Os donativos são oriundos do Governo e outros parceiros e a entrega sempre é feita com uma palavra de esperança que faça as pessoas entenderem o propósito da vida. Somos uma obra social, mas também somos igreja”.

    De acordo com o secretário executivo da Setas e responsável pela logística das entregas, Tiago Costa, na primeira etapa da ação em Palmas foram entregues 500 cestas aos idosos, com a parceria da Secretaria Municipal de Assistência Social: “A seleção dos beneficiados foi feita com base no cadastro de idosos dos Cras [Centro de Referência e Assistência Social], por meio do Sistema de Informações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (Sisc)”, explica.

    A entrega para os mototaxistas de Palmas ocorreu no dia 29 de abril, e atendeu 200 famílias. Quem agradece a iniciativa é o mototaxista, Lázaro Gomes da Silva. “Tenho três filhos e não estou podendo trabalhar em decorrência da Pandemia, para minha família essa ajuda é fundamental”.

    Sobre a Ação

    A ação executada pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social teve início com o Decreto n° 6.070, de 18 de março de 2020, em que o governador Mauro Carlesse determinou situação de emergência no Tocantins em virtude dos impactos do novo Coronavírus.

    A partir do decreto, a ação começou a ser realizada com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep-TO), baseada na Lei nº 3.015, de 30 de setembro de 2015, que considera a decisão plenária do dia 23 de março de 2020 (Resolução nº 01/2020, de 31 de março de 2020), que aprovou a destinação de recursos financeiros a órgão público estadual, para execução de projeto social, na intenção de combater e erradicar a pobreza, com a distribuição de 200 mil cestas básicas à população necessitada.

    Próximos destinos da Ação

    Nesta quinta-feira, 14, a segunda etapa da Ação atende os municípios de Colinas do Tocantins, Guaraí, e Gurupi com a distribuição de 1.342 cestas básicas.

    Por: Lara Cavalcante e Alexandre Alves


    Imprimir