Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    08/06/2020

    ARAGUAÍNA| Comércio retoma atividades sob fiscalização educativa

    Equipes de fiscalização estão nas ruas orientando lojistas quanto ao cumprimento das regras estabelecidas no protocolo de reabertura

    A finalidade da fiscalização é orientar, educar e sobretudo garantir a segurança da população em relação à prevenção de contaminação pelo novo coronavírus ©Marcos Sandes
    Nesta segunda-feira, 8, foi dado início à retomada de forma gradativa e organizada das atividades comerciais consideradas não-essenciais em Araguaína. Para garantir esse retorno de forma segura, fiscais da Vigilância Epidemiológica e de posturas, tributários, ambientais e sanitários estão realizando a vistoria os estabelecimentos comerciais para verificar o cumprimento das regras estabelecidas no Decreto 227/20, publicado no último sábado.

    Os agentes observam pontos como a fixação do termo de responsabilidade previamente preenchido no site da Prefeitura, disponível neste link

    Além do termo, deve haver um cartaz na entrada do estabelecimento informando o limite permitido de pessoas no local, uso de máscaras por colaboradores e clientes, oferta de álcool a 70% ou de lavatório para higienização das mãos dos clientes, entre outras regras.

    A finalidade da fiscalização é orientar, educar e sobretudo garantir a segurança da população em relação à prevenção de contaminação pelo novo coronavírus. “A gente observa que todos estão dispostos a fazer sua parte e estão cientes de que só com as medidas de segurança conseguiremos manter as atividades funcionando”, comentou a fiscal do Departamento de Posturas e Edificações (Demupe) Isabela Rodrigues.

    Responsabilidade de todos

    “Fizemos algumas adaptações, como a instalação da pia para higienização na entrada, disponibilizamos álcool em gel em vários setores da loja e confeccionamos um panfleto informativo sobre os sintomas da covid-19 e as formas de prevenção”, pontuou Pedro Henrique Carvalho, gerente de uma loja de departamentos.

    O gerente conta que a movimentação na loja superou as expectativas para este retorno e que tem observado uma mudança de comportamento dos clientes. “Antes tivemos alguns casos de clientes que se recusavam a usar a máscara, ou diziam que era besteira quando oferecíamos o álcool para higienização das mãos. Hoje, todos estão conscientes e fazendo sua parte”.

    É importante reforçar que desde março a Prefeitura vem adotando medidas de prevenção e combate ao coronavírus e a retomada das atividades econômicas será feita de forma segura e gradativa.

    Denúncias

    As equipes de fiscalização estão realizando força-tarefa em vários pontos de Araguaína, além das visitas aos estabelecimentos comerciais, os fiscais seguem monitorando a população quanto ao uso obrigatório de máscaras e fiscalizando os bairros para evitar festas ou reuniões de pessoas nas residências.

    Os telefones para denúncias são: 3411-5640; 3411-5639; 99949 5394, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas e pelo WhatsApp no número: 99972 – 6133 ou pelo 190 da Polícia Militar.

    A reincidência será motivo para imediata interdição do estabelecimento, sendo necessária a formalização de Termo de Ajuste de Conduta entre o Município, Ministério Público Estadual e o infrator para eventual reabertura.
    O termo de responsabilidade preenchido pelo lojista, deve ser fixado na entrada do estabelecimento ©Marcos Sandes

    Além de cumprir todas as regras do Decreto 227/20, a loja gerenciada por Pedro Henrique Carvalho confeccionou panfletos com orientações preventivas para os clientes ©Marcos Sandes

    Por: Mara Santos


    Imprimir