Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    04/06/2020

    Assentamento ganha mutirão de limpeza e pomar comunitário no Dia Mundial do Meio Ambiente

    Ações serão realizadas pelo Naturatins, por meio da gestão da APA Ilha do Bananal/Cantão, em parceria com produtor da região e Prefeitura de Araguacema; objetivo é limpar 14 quilômetros da estrada vicinal que dá acesso ao assentamento Nova Canaã, no município de Araguacema

    Foto área da Área de Proteção Ambiental Ilha do Bananal/Cantão ©Naturatins
    Dentro da Semana Nacional do Meio Ambiente, que termina nesta sexta-feira, 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), por meio da gestão da Área de Proteção Ambiental Ilha do Bananal/Cantão, realizará um mutirão de limpeza, num trecho de 14 quilômetros do PA - Projeto de Assentamento Nova Canaã, no município de Araguacema. A ação será realizada em parceria com a prefeitura do município e moradores do próprio assentamento beneficiado. O mutirão começa às 8 horas e só termina quando a limpeza for concluída.

    Segundo a supervisora da APA Ilha do Bananal/Cantão, Aline Vilarinho, o objetivo da ação é recolher os resíduos sólidos que estão às margens da estrada vicinal que dá acesso ao assentamento, retirando-os da natureza e fazendo o descarte correto. “A iniciativa partiu de alguns moradores do Assentamento que se sentiram incomodados com a poluição visual causada pelo acúmulo de lixo às margens da estrada”, explica Aline.
    Área de Proteção Ambiental Ilha do Bananal/Cantão ©Naturatins
    Paralelamente à limpeza do trecho, será dado início ao plantio das primeiras mudas de árvores frutíferas para a formação de um pomar comunitário. As mudas de espécies diversas foram doadas pelo produtor Darcy Sá, da chácara Vale da Bênção. Aline Vilarinho diz que o objetivo do pomar é a melhoria da qualidade de vida dos assentados, além de contribuir no futuro com uma alimentação mais saudável e balanceada para os moradores do assentamento.

    A supervisora esclarece que, tradicionalmente, durante a Semana do Meio Ambiente são realizados ações e eventos diversos como forma de incluir a sociedade na discussão de pautas que tratam da preservação do patrimônio natural do Estado, além de reforçar o conceito de desenvolvimento sustentável. Entretanto, neste ano, por causa da recomendação de isolamento social, as ações têm sido pontuais e planejadas no sentido de não deixar a data passar esquecida e, ao mesmo tempo, respeitar os cuidados necessários por causa da pandemia da Covid -19.

    APA da Serra do Lajeado

    Os brigadistas da Área de Proteção Ambiental Serra do Lajeado (Apasl) vão distribuir mudas de árvores nativas do bioma Cerrado, nesta sexta-feira, 5. A distribuição acontecerá em Palmas no período da manhã, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

    Os interessados serão atendidos por agendamento, que precisa ser realizado ainda hoje, quinta-feira, 4. A solicitação deve ser registrada no e-mail: apaserradolajeado@naturatins.to.gov.br.

    Lembrando que as mudas plantadas, neste período, deverão ser molhadas até o próximo período chuvoso. As mudas disponíveis são de Jatobá, Baru, Tingui, Copaíba, Ipê rosa, Ata, Pitomba, Goiaba, Ipê amarelo, Caju, e Tamburil. Também haverá entrega de mudas na Associação de Chacareiros do Taquaruçu Grande.

    Jalapão

    No próximo dia 12, o Parque Estadual do Jalapão também será alvo de uma ação especial de plantio de mudas de árvores nativas do Cerrado. O técnico do Parque Estadual do Jalapão (PEJ), Thomas Tanaka Pereira, informa que o objetivo do plantio é a recuperação de área degradada, especialmente no atrativo Prainha da Mumbuca. A ação será realizada em parceria com a gestão do atrativo, o viveiro Pé de Copaíba, o Parque Estadual do Jalapão e a Prefeitura de Mateiros.

    O técnico ambiental reforça que a presença de vegetação arbórea é extremamente importante para proteção dos cursos d’água, já que as raízes das plantas previnem o assoreamento e descarga de sedimento nos rios. Portanto, repor a vegetação é também garantir a preservação dos cursos d' água. Por isso as ações de plantio em vários pontos do PEJ são realizadas costumeiramente.




    Por: Wanja Nóbrega/Governo do Tocantins


    Imprimir