Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    19/06/2020

    BRK Ambiental faz manutenção em reservatório que abastece Palmas

    Trabalho será realizado neste sábado, 20, sem interrupção do abastecimento que será monitorado pelas equipes da concessionária.

    ©DIVULGAÇÃO
    A BRK Ambiental fará, neste sábado (20), uma manutenção preventiva no reservatório que abastece parte do município de Palmas. Será realizada a limpeza do reservatório, uma ação periódica realizada pela concessionária para manter a qualidade da água distribuída aos moradores da região. O trabalho será feito com equipamentos subaquáticos, evitando assim a necessidade de esvaziamento do reservatório e interrupção do abastecimento de água.

    Além da limpeza periódica realizada nos reservatórios de água, a rotina para monitoramento da qualidade da água da BRK Ambiental inclui a realização de análises diárias das amostras coletadas em pontos de controle distribuídos pela cidade. 

    “Faz parte da rotina da concessionária a realização de manutenções preventivas dos reservatórios, a exemplo da limpeza. O diferencial nesta ação é que vamos utilizar uma nova tecnologia para esse trabalho, que nos permite fazer a manutenção sem esvaziar o reservatório e consequente, sem ter que interromper o fornecimento de água”, destaca Robertos Borges, responsável operacional da BRK Ambiental em Palmas.

    Os clientes que notarem qualquer alteração na coloração da água, o que pode ocorrer em casos de vazamentos e manutenções na rede, devem ligar para a empresa por meio do telefone 0800 6440 195. As equipes da BRK Ambiental realizarão a limpeza da rede próxima ao imóvel e, se necessário, irão reabastecer a caixa d´água do morador. 

    Limpeza de caixas d’água

    Atualmente, 99,99% da população de Palmas é abastecida com água potável de qualidade, comprovada por ensaios que atestam o padrão de potabilidade para consumo de acordo com as legislações. No entanto, uma prática fundamental deve ser adotada pelos moradores para a manutenção da qualidade da água até que ela saia nas torneiras das residências, que é a limpeza periódica da caixa d’água.

    Além da contaminação da água, outra consequência da falta de higienização nas caixas d’água nas residências é o entupimento dos encanamentos, provocado pelo acúmulo de sujeira no fundo do recipiente que pode entrar pelos dutos. Como prevenção, Roberto Borges recomenda que a limpeza nos reservatórios residenciais ocorra a cada seis meses.

    ASSECOM


    Imprimir