Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    16/06/2020

    CAPITAL| Prefeitura divulga lista de estabelecimentos que podem funcionar em Palmas

    Restaurantes, academias e shoppings reabriram nesta segunda-feira (15) e podem funcionar com regras impostas pela Prefeitura.

    Comércio de Palmas começou flexibilização no dia 8 de junho ©Reprodução/ TV Anhanguera
    A Prefeitura de Palmas divulgou uma lista de estabelecimentos que estão autorizados a funcionar na cidade. É que nesta segunda-feira (15) a capital entrou em mais uma etapa do plano de retomada gradativa das atividades comerciais e locais como restaurantes, academias e shoppings reabriram após ficaram fechados por quase três meses. Veja a lista completa abaixo.

    O fechamento de grande parte do comércio foi uma das medidas adotadas para prevenir a disseminação do Covid-19 na cidade. Alguns estabelecimentos voltaram a funcionar ainda na segunda-feira (8).

    Agora, para receber os clientes, os comerciantes devem seguir regras que foram estabelecidas pela Prefeitura. Quem desrespeitar o decreto pode pagar multa e até ter o alvará de funcionamento suspenso.

    Boates, teatros, casas de espetáculos, casas de eventos, flutuantes, cinemas, clubes, escolas e área de entretenimento de shoppings centers permanecem com as atividades suspensas.

    O que pode funcionar em Palmas

    • Shoppings Centers (exceto áreas de entretenimento);
    • Restaurantes;
    • Lanchonetes
    • Academias e congêneres;
    • Lojas e comércio em geral (atacadistas e varejistas);
    • Lojas de conveniência de postos de combustíveis;
    • Concessionárias de automóveis;
    • Clínicas de especialidades médicas;
    • Hospitais;
    • Clinicas de estética;
    • Clinicas veterinárias e pet shops;
    • Farmácias, drogarias e farmácias de manipulação;
    • Óticas;
    • Casas agropecuárias;
    • Supermercados, mercearias e atacados;
    • Distribuidoras de água e gás;
    • Laboratório de análises clinicas;
    • Distribuidoras de bebidas;
    • Mototáxi (motofrete/deliverys);
    • Todas as operações de delivery;
    • Feiras nos espaços da Feira da 304 Sul, 307 Norte e Aureny I;
    • Casas de materiais de construção;
    • Obras civis públicas e privadas;
    • Padarias (sem consumo no local);
    • Açougues e peixarias;
    • Empórios e hortifrúti;
    • Posto de combustível;
    • Oficinas mecânicas e borracharias;
    • Prestadores de serviços (exemplo: eletricista, jardineiro, encanador, diarista, manicure, cabeleireiro, entre outros);
    • Autônomos;
    • Profissionais liberais.

    G1


    Imprimir