Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    19/06/2020

    Governo do Tocantins entrega respiradores e vistoria leitos de UTI em Araguaína

    Secretário de Estado da Saúde Dr. Edgar Tollini esteve no município que tem a maior incidência de Covid-19 no Tocantins

    Secretário esteve em Araguaína nesta sexta-feira, 19 vistoriando novos leitos ©DIVULGAÇÃO
    Nesta sexta-feira, 19, o secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini esteve em Araguaína onde entregou para o município 10 respiradores que equiparão leitos de UTI COVID para reforço do atendimento aos pacientes mais graves; vistoriou os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que funcionarão a partir da próxima semana no Instituto Sinai e reuniu-se com a equipe responsável pelo Hospital Regional de Araguaína (HRA).

    A cessão dos respiradores ao município de Araguaína foi uma determinação do governador Mauro Carlesse, com o objetivo de atender a população da região mais atingida pela pandemia do novo Coronavírus (a cidade concentra quase 40% dos casos totais de Covid-19 no Tocantins e a cada 100 habitantes do município, um já teve diagnóstico confirmado para a doença).

    Segundo o secretário, “a nossa preocupação é atender toda a população tocantinense e a gestão estadual está sensível à situação de Araguaína que tem registrado o maior número de casos de Covid-19, no Estado. Para isso implantamos leitos de UTI e estamos fazendo a ampliação destes leitos pela segunda vez”, destacou.

    Estruturação

    Sem nenhum leito de UTI COVID pelo Sistema Único de Saúde (UTI), no início da pandemia, Araguaína recebeu inicialmente 10 leitos no HRA e, posteriormente, 10 no Hospital Dom Orione (HDO). Agora a gestão estadual trabalha na contratação de pessoal para operacionalização de 08 leitos (já instalados) no HRA e aguarda também a liberação dos leitos requeridos junto às unidades de saúde privada (05 no HDO e 20 no Instituto Sinai). Além desses, o HDO respondeu positivamente à ampliação da assistência, com mais cinco leitos, os quais estão sendo avaliados pela área técnica, com base nas projeções epidemiológicas.

    O Estado ainda conta com leitos clínicos para o enfrentamento na cidade, sendo 05 no HDO (ainda em fase de habilitação) e 10 no Hospital de Doenças Tropicais (HDT).
    Leitos ampliarão os atendimentos às demandas existentes no município ©DIVULGAÇÃO

    Por: Aldenes Lima


    Imprimir