Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    15/06/2020

    Governo lança programa de apoio e cuidado emocional destinado a educadores e estudantes da rede estadual

    A iniciativa visa proporcionar suporte aos profissionais da educação e estudantes para que possam se manter equilibrados e saudáveis durante a pandemia

    O Programa ‘Olhar Atento’ foi lançado em evento realizado on-line, no canal TV Seduc no YouTube, que contou com mais de 2.070 acessos simultâneos ©Reprodução/Seduc
    Para oferecer apoio socioemocional aos educadores e estudantes da rede estadual, durante a pandemia do Novo Corona Vírus, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), lançou nesta segunda-feira, 15, o Programa ‘Olhar Atento’, em evento realizado online, no canal TV Seduc no YouTube, que contou com mais de 2.070 acessos simultâneos.

    Com o Programa Olhar Atento, o público-alvo terá acesso à assistência psicológica, cursos online com certificação gratuita, palestras, e outras ferramentas que irão proporcionar o apoio socioemocional necessário neste período.

    A titular da Seduc, Adriana Aguiar, reforçou que a missão do programa é colaborar para o bem-estar dos estudantes e educadores. “Neste contexto mundial, nós precisamos pensar nas nossas relações e em nós mesmos. A pedido do governador Mauro Carlesse, o nosso planejamento tem como principal pilar a segurança e a saúde da comunidade. Neste momento ninguém está sozinho. O programa visa proporcionar esse suporte necessário para que se mantenham saudáveis equilibrados, garantindo que sejam protagonistas da educação. Mais do que nunca, estamos aqui preparando nossos professores para o retorno gradual das aulas, para o momento pós-covid, afinal, preparar hoje é preparar para o futuro”, ponderou.

    Parceiro da ação, o professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e coordenador do projeto Psicologia e Educação no enfrentamento do mal-estar psicológico em tempos de pandemia, Ladislau Ribeiro do Nascimento, participou do lançamento e destacou os objetivos da ação.

    “A ideia é que as informações baseadas em evidencias cientificas sejam assimiladas por todos de forma assertiva, por isso iremos produzir conteúdo para orientar sobre como enfrentar o sofrimento psicossocial e fortalecimento em tempos de incerteza, já que estamos em um contexto em que há muita informação em todo lugar e é necessário filtrar”, enfatizou Landislau.

    Parceiros

    O Olhar Atento disponibiliza diversos instrumentos, como os cursos certificados, online e 100% gratuitos que serão ofertados aos professores da rede estadual, por meio de parceria com o Instituto Península, por intermédio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Os cursos serão ofertados na Plataforma Vivescer e visam auxiliar os professores no equilíbrio da mente, corpo e emoções.

    Além disso, por meio de convênio firmado com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex/UFT), a Seduc disponibilizará assistência psicológica a professores e estudantes da educação básica estadual, com o projeto Psicologia e Educação no enfrentamento do sofrimento psicossocial.

    Acesso

    Os professores poderão acessar os cursos ofertados na Plataforma Vivescer , desenvolvida por professores para professores, conforme explica a diretora de Desenvolvimento Integral do Instituto Península, Mariana Breim.

    “Todo o conteúdo foi preparado para que os professores possam dialogar sobre como lidar com os alunos neste contexto, como motivar os estudantes e também para trazer respostas a esses e outros desafios. Tudo isso se dará por meio da área de interação e também pelos cursos, chamados de jornadas, divididos nas temáticas mente, corpo, emoções e propósito, cada uma com 8h de certificação”, explanou.

    A plataforma é uma rede de apoio e suporte a professores do País para a troca de ideias e experiências. Possui banco de práticas de materiais, fórum de interação e discussão de assuntos sobre o desenvolvimento integrado dos educadores.

    Por: Guilherme Gandara


    Imprimir