Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    16/06/2020

    Meio Ambiente adota medidas de redução de consumo dentro do órgão e apresenta resultados positivos

    A Semarh busca orientar os servidores sobre a importância da adoção de práticas sustentáveis dentro da Secretaria e os resultados podem ser observados a médio prazo

    O órgão conta com uma comissão interna da A3P (Programa Agenda Ambiental na Administração Pública) ©Fernando Alves
    As práticas sustentáveis adotadas pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), intensificadas nos últimos três meses, apresentaram resultados positivos com a redução dos gastos dentro da instituição. As orientações dadas buscam manter a qualidade na execução do trabalho fornecido para a população, e ao mesmo tempo evitar desperdícios.

    Segundo o secretário da Semarh, Renato Jayme “essa economia é reflexo do esforço e compreensão por parte dos servidores que são conscientes da necessidade de reduzir os gastos”. O secretário ainda destaca que “a Semarh tem como prioridade no desenvolvimento das suas atividades a preservação e a educação ambiental, e atrelado a isso, tem conseguido gerir melhor os recursos evitando despesas desnecessárias”.

    A Secretaria também adota outras práticas sustentáveis com o objetivo de estimular a preservação ambiental, dentre elas, está a não utilização de copos descartáveis nas dependências da instituição. Outra prática da Secretaria se refere ao consumo reduzido de papel A4 para impressão, sendo prioridade a produção de documentos no formato digitalizado, isso gera automaticamente a economia de gastos com a locação de máquinas de impressão.

    A gerente geral de administração da Semarh, Janaini Rodrigues frisa que “a Secretaria apresentou redução no consumo de energia elétrica devido a conscientização dos servidores quanto ao desligamento dos equipamentos no fim do expediente”. Ainda segundo a gerente “com a diminuição da carga horaria de trabalho também foi possível reduzir significativamente o consumo de água, e isso refletiu nas baixas tarifas a serem pagas”.

    A Semarh funciona como ponto de recebimento de materiais para reciclagem, tais como papel e plásticos. Todo o material recolhido pelo órgão é destinado para a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis da Região Norte de Palmas (ASCAMPA). Esse serviço tem como finalidade dar a destinação correta aos materiais e evitar que sejam descartados no meio ambiente.

    O órgão conta com uma comissão interna da A3P (Programa Agenda Ambiental na Administração Pública) que é responsável pela implantação e verificação de todas as ações desenvolvidas na instituição no que diz respeito às boas práticas sustentáveis. Dentre os trabalhos desenvolvidos pelo programa está a instalação de lixeiras móveis no primeiro piso da Semarh. Outra atividade que está em desenvolvimento pelo órgão em parceria com o Hospital do Amor é um projeto para recolhimento de tampas de garrafa pets e lacres de alumínios para reciclagem, dando forma a novas cadeiras de rodas.

    A3P

    O programa A3P foi criado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) com o objetivo de promover e incentivar as instituições públicas e privadas no país a adotarem e implantarem ações na área de responsabilidade socioambiental em suas atividades internas e externas. É uma iniciativa voluntária e que demanda engajamento pessoal e coletivo. As instituições e seus funcionários são incentivados a adotar ações sustentáveis no ambiente de trabalho, desde pequenas mudanças de hábito, até atitudes que geram economia, com base em cinco eixos temáticos: uso racional dos recursos naturais e bens públicos, gestão adequada dos resíduos gerados, qualidade de vida no ambiente de trabalho, sensibilização e capacitação e licitações sustentáveis.
    A Semarh funciona como ponto de recebimento de materiais para reciclagem, tais como papel e plásticos ©Matheus Dias


    Por: Robson Corrêa



    Imprimir