Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    09/06/2020

    Projeto da deputada Luana Ribeiro determina que Delegacia Virtual registre ocorrências por violência doméstica

    Luana Ribeiro defende acesso facilitado para registro de ocorrência relativo à violência doméstica

    ©DIVULGAÇÃO
    Mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência poderão realizar registro de ocorrência sem precisar se deslocar até uma Delegacia de Polícia Civil de plantão ou Especializada.

    Em continuidade às ações que contribuem com a proteção da população tocantinense durante o período de pandemia, a deputada estadual Luana Ribeiro apresentou nesta terça-feira, 09, projeto de Lei que possibilita, através da Delegacia Virtual, o registro de ocorrência e pedido de medida protetiva de urgência, nos casos de violência doméstica e familiar. Mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência vítimas de violência poderão realizar o registro de ocorrência através da delegacia virtual. 

    Luana Ribeiro ressalta que as medidas de distanciamento social são necessárias para o combate da Covid-19, mas esse tempo em casa pode agravar situações de violência e dificultar a busca por ajuda. “Muitas vítimas de violência coabitam com os agressores e devido ao período em casa estão submetidas a um risco ainda maior, por isso, precisamos facilitar o pedido de ajuda”, argumentou. 

    Conforme o projeto de Lei, apresentado em regime de urgência, após o recebimento do registro, o delegado de polícia responsável deve ouvir a vítima preferencialmente através de meios eletrônicos ou por telefone. 

    Por: Vitória Soares 


    Imprimir