Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    05/06/2020

    Taquaralto tem ruas lotadas e comércios permitindo entrada de clientes dias antes da reabertura

    Até o próximo domingo estes estabelecimentos deveriam funcionar apenas com entregas. A maior parte dos comerciantes se prepara para reabrir na segunda-feira, com medidas de distanciamento.

    Empresários se preparam para reabertura do comércio — Foto: Reprodução/ TV Anhanguera
    Mesmo antes da reabertura prevista pela prefeitura para a próxima segunda-feira (8), o comércio de rua na Avenida Tocantins, em Taquaralto, teve uma sexta-feira (5) movimentada. As calçadas ficaram lotadas e a equipe da TV Anhanguera flagrou algumas lojas recebendo clientes normalmente. Pelas regras atuais, elas deveriam trabalhar apenas com entregas até o domingo (7).

    Mesmo assim, a maioria das pessoas tentava manter o distanciamento e cumpria a regra do uso de máscaras de proteção. Vários comerciantes também estavam no local preparando as lojas para reabertura e prevendo uso de álcool em gel na porta para quando os clientes puderem realmente entrar.

    O comércio deve abrir a partir de segunda com uma escala de revezamento, mas os horários de cada tipo de estabelecimento ainda não foram divulgados pela prefeitura. Os empresários tiveram que assinar um termo de responsabilidade para poder atender novamente. No caso das lojas de departamento, por exemplo, uma das medidas foi a interdição dos provadores. O objetivo é evitar o compartilhamento de peças que poderia disseminar a doença.

    O plano prevê a reabertura de concessionárias e do varejo também. A estimativa é que 75% dos estabelecimentos comerciais já estava funcionando de outras formas e 25% estavam completamente fechados.

    Ainda segundo a previsão da prefeitura, no dia 15 será ativada a segunda fase da reabertura, quando voltarão a funcionar shoppings, com exceção da área de entretenimento, restaurantes (à la carte e self-service), academias e escolas de natação e esportistas. Atualmente a capital tem 725 casos confirmados e oito mortes pela Covid-19.

    Por TV Anhanguera


    Imprimir