Palmas (TO),

  • LEIA TAMBÉM

    17/07/2020

    Equipes do Governo do Tocantins finalizam entrega de cestas básicas em Barra do Ouro, Goiatins e Palmeirante

    Foram atendidos 18 assentamentos nos três municípios

    O casal Antônio Martins e Maria da Mercês Martins conta que mora no assentamento há 12 anos ©Brener Nunes
    Há mais de 70 dias na estrada, equipes do Governo do Tocantins finalizaram nessa quinta-feira, 16, a entrega de cestas básicas e kits de higiene em Barra do Ouro, Goiatins e Palmeirante. Foram 740 famílias atendidas em 18 assentamentos nos três municípios.

    Por determinação do governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, todos os servidores são orientados a entregar as cestas de casa em casa a fim de evitar aglomerações e para que idosos e pessoas em situação de risco evitem se expor à contaminação.

    Conforme o presidente do Ruraltins e secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Thiago Dourado, a Regional de Araguaína é uma regional muito grande, a maior em área, são mais de 400 mil hectares. “Trata-se de uma etapa que exige da nossa equipe um esforço muito grande para ter acesso a cada família dentro de cada propriedade rural. Nosso pessoal segue com a rotina, o comprometimento e dedicação, indo diariamente nessas visitações. Já concluímos os trabalhos em Brasilândia, Colinas, Palmeirante, Goiatins, Barra do Ouro e, nesta sexta-feira, 17, iniciamos as entregas em Bandeirante, Juarina, Bernardo Sayão, Arapoema e Pau D'arco”, afirma.

    Depoimentos

    O casal de moradores Antônio Martins e Maria da Mercês Martins conta que moram no assentamento Apinajé, em Palmeirante, há 12 anos e estão felizes com a atenção da Gestão Estadual neste período de pandemia. “Moramos aqui desde de 2008 e é a primeira vez que chega uma cesta básica para gente. Que o Governador sempre lembre-se de nós, dos trabalhadores rurais que vivem sofrendo sem ajuda nenhuma”, conta Maria das Mercês.

    O senhor Pedro Leal já foi presidente da associação do assentamento Apinajé, e conhece bem a realidade local. “Aqui vivemos mais da roça, do plantio mesmo. Poucos criam gado, mas a luta é a mesma. A terra é boa, forte, e seguimos aí na missão, né?”, enfatiza.

    Municípios beneficiados

    Com apoio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), o Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) entregará cestas básicas ainda em Aragominas, Araguaína, Araguanã, Arapoema, Babaçulândia, Bandeirantes do Tocantins, Bernardo Sayão, Carmolândia, Colinas do Tocantins, Filadélfia, Juarina, Muricilândia, Nova Olinda, Palmeirante, Pau D'arco, Piraquê, Santa Fé do Araguaia e Wanderlândia.

    Ação

    Iniciada em março, a ação prossegue até contemplar todas as famílias de tiveram sua renda comprometida pela pandemia. Além do Ruraltins, que atende a zona rural, o Governo do Tocantins realiza também a entrega de alimentos à famílias vulneráveis e trabalhadores afetados pelo distanciamento social.

    Na zona rural, o Ruraltins já percorreu seis regiões do Estado: Bico do Papagaio, beneficiando 26 municípios; região sul, foram percorridos 16 municípios; médio Araguaia, foram contemplados 15 municípios; na região sudeste, 15 municípios; no médio Tocantins a equipe percorreu 21 municípios e Jalapão, 8 municípios, somando mais 180 mil km rodados com a entrega de 314,6 toneladas de alimentos. 

    Transparência e controle 

    Os processos referentes às aquisições e aos contratos realizados no contexto da Covid-19 estão disponíveis no Portal da Transparência pelo endereço www.transparencia.to.gov.br. Para consultar, acesse na página principal a aba azul - Consulta Contratos Emergenciais -, e a aba verde - Gráficos dos Empenhos e Pagamentos -, e informe-se sobre todos os trâmites. 

    É importante ressaltar que compras diretas, ou seja, sem licitação, estão autorizadas pela Lei Federal n° 13.979/2020 – de enfrentamento à Covid-19, somente para atender a situação emergencial provocada pela pandemia. 

    Legislação federal e estadual referente a este contexto está disponível para consulta no site da Controladoria-Geral do Estado (CGE-TO) neste link.


    O senhor Pedro Leal já foi presidente da associação e conhece bem a realidade local ©Brener Nunes

    Por: Brener Nunes

    Imprimir